Considerado por milhões de pessoas como um dos maiores comunicadores e jornalistas investigativos do país, Marcelo Rezende, que atualmente se encontra com 65 anos, se tornou um dos principais assuntos na mídia, após ser diagnosticado em abril deste ano, com um devastador câncer pancreático em estado avançado.

A descoberta, que veio seguida de um diagnóstico de câncer no fígado, abalou o Brasil, principalmente os telespectadores do ‘’Cidade Alerta’’, comandado há quase uma década por ele na RecordTV.

A doença, que fora anunciada publicamente pelo próprio jornalista em 14 de abril, durante uma entrevista comovente ao ‘’Domingo Espetacular’’, passou a gerar grande especulação por parte da mídia, sendo noticiada e acompanhada a todo tempo pelos meios de comunicação.

Submetido a quimioterapia, Marcelo realizou apenas três sessões do tratamento e resolveu abolir o mesmo, alegando que as altas doses de drogas inseridas em seu organismo mais pareciam que iriam lhe matar do que curar.

Contrariando a indicação médica, Marcelo se tornou alvo de debates acerca da efetividade do tratamento quimioterápico. Se tornando peça-chave de uma entrevista da Rádio Recife, que teve como convidado especial o renomado ex-presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Ney Cavalcanti, a situação do jornalista da RecordTV foi amplamente discutida ao longo do programa.

De acordo com o especialista, ''a situação de Marcelo Rezende é muito crítica e a porcentagem de chances de cura em casos como o dele são de apenas 1%.''

Marcelo, que ciente das poucas chances de cura, segundo a medicina tradicional, desenvolveu uma fé antes nunca vista e praticada pelo mesmo e dotado de muita coragem, afirmou que o abandono da quimioterapia fora uma decisão tomada por Deus e que ele só executou a vontade do Espírito Santo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos

A triste confirmação do abandono da quimioterapia e a informação das poucas chances de cura passadas pelo médico, deu margem para que diversos meios de comunicação exagerassem no sensacionalismo e começassem a anunciar uma piora no quadro clínico do apresentador, chegando até mesmo a anunciar a morte repentina de Rezende.

O estopim da proliferação dos boatos infundados de morte envolvendo Marcelo, aconteceu na madrugada de terça para quarta-feira (30), fazendo com que a falsa notícia do falecimento do jornalista se tornasse um dos assuntos mais comentados do Twitter no Brasil.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo