Interpretado pelo ator Emílio Dantas na novela, 'A Força do Querer', produzida pela Rede Globo, o verdadeiro 'Rubinho, Barão do Pó' é Saulo de Sá Silva, considerado um dos maiores traficantes de drogas do estado do Rio de Janeiro, cumpre pena de 27 anos de prisão, no Instituto Penal Ismael Pereira, em Sirieira, na cidade de Niterói na capital carioca.

O Barão do Pó

Saulo de Sá Silva, que exercia a função de carteiro, entrou no mundo do crime nos anos 90, iniciando sua carreira no tráfico de drogas, realizando pequenos favores aos traficantes de onde morava, na favela da Rocinha.

Casado com Fabiana Escobar, apelidada na comunidade onde viviam como Bibi Perigosa, os dois subiram todos os degraus do tráfico, até serem considerados como os donos do morro e apelidados como 'Barão e Baronesa do Pó'.

Tamanha era a influência e o 'poder' do casal, que organizaram uma das maiores refinarias e distribuições de cocaína do país, chegando até mesmo a exportar entorpecentes para fora do Brasil.

Famosos por ostentar uma vida de luxo e extravagâncias, o casal Saulo e Bibi, por diversas vezes, chamaram a atenção da polícia, que tinha como principal objetivo prender o casal em flagrante em uma de suas negociações.

Preso em 2005, acusado de tráfico de drogas, formação de quadrilha, porte de armas e apoio ao crime organizado, Saulo de Sá fugiu da Polinter, no Grajaú e desde então passou a ser um dos bandidos mais procurados do país.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Novelas

A prisão de Saulo, que o mantém detido até os dias atuais, aconteceu em 20 de janeiro de 2008, enquanto ele se escondia ao mesmo tempo em que passava férias com a família em uma casa de luxo, localizada na famosa Ilha de Maragogi, em Alagoas.

Com sua história sendo assistida por milhões de pessoas no país, Saulo de Sá Silva pediu, recentemente, uma progressão de pena.

O pedido dos advogados que representam Saulo era de que ele cumprisse o restante de sua pena em regime aberto.

Tendo seu pedido analisado pela Vara de Execuções Penais (VEP), o mesmo foi negado pelo juiz Rafael Estrela, que reafirmou que Saulo permanece detido em regime fechado até abril de 2024, podendo, a partir dessa data, entrar com um novo pedido de progressão de sua pena.

Um dos principais motivos alegados pelo juiz que negou a troca de regime do detento é que o mesmo: ''apresenta um alto nível de periculosidade à sociedade e que a liberação do mesmo para um regime mais brando, poderia acarretar em sérios danos para o cumprimento de sua pena.''

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo