Tido como uma das maiores personalidades brasileiras dos últimos anos, padre Fábio de Melo conquista a cada dia mais fãs, apaixonados pelo seu trabalho de levar palavras de amor e paz aos que mais precisam.

Sempre muito atencioso com os fiéis que tanto prezam e escutam seus sermões, o padre tem hoje um dos perfis mais badalados das redes sociais, com quase seis milhões de seguidores no Instagram. Ele, que atualmente enfrenta a pior fase de sua vida, revelou nesta última sexta-feira (11), estar enfrentando pela segunda vez, a síndrome do pânico.

Desabafando através do Instagram, o religioso declarou: ''Queridos amigos que me acompanham, como é de conhecimento de alguns, há três meses, estive enfrentando um grave problema familiar. Desde essa época, eu venho tendo insônia, bem como uma enorme dificuldade de concentração. Nesse período, comecei também a me sentir uma angústia muito grande.

Há pouco mais de 20 dias, comecei a sentir um medo desenfreado de diversas coisas comuns.

Um tipo de medo muito típico da síndrome do pânico, triste doença psicológica, diagnosticada em mim há mais ou menos dois anos.

Percebendo que esse tipo de medo é fruto do pânico, passei a me trancar dentro de casa e fiquei sozinho por uma semana, lutando contra uma intensa sensação de morte, seguida da mais profunda tristeza, acompanhada de medo. Foi tudo tão intenso e terrível, que nunca havia chorado tanto.

Conversei com um grande amigo, desabafei meu estado e ele me indicou a procurar uma psiquiatra de sua confiança. Passei a me consultar com essa profissional e com a ajuda de alguns remédios prescritos por ela, me sinto razoavelmente melhor e já tenho conseguido sair para cumprir meus compromissos. Seguirei agora uma rotina mais tranquila, a fim de me estabilizar emocionalmente e superar mais uma vez essa triste doença que me assola.''

Convidado especial do programa 'Altas Horas', exibido na madrugada deste domingo (13), na tela da Rede Globo, o padre, que sempre se destacou por seu jeito bem humorado, aberto e irreverente, conversou sobre diversos temas, dentre eles sobre um dos que mais é questionado: o casamento para religiosos.

Se mostrando avesso à ideia de que os padres precisam se unir em matrimônio, o sacerdote firmou sua opinião afirmando em rede nacional: ''Muitas pessoas querem que os padres se casem e os mesmos muita das vezes não sentem o desejo de se casar. Nesse tempo eu nunca presenciei uma procissão de padres pedindo que o casamento fosse liberado. Eu particularmente estou muito feliz com o celibato.''

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo