Na última terça-feira (8), a cantora Daniela Araújo virou assunto em todo o Brasil depois que o seu ex-namorado, Victor Romanini, divulgou um áudio de 25 minutos em que a estrela Gospel ficava brava por ser impedida por ele de consumir drogas.

Bastante conhecida no meio gospel e famosas por suas letras bonitas falando sobre o amor de Deus, Daniela costumava postar frases de efeito em sua conta oficial no Twitter, que segue ativada, mas sem nenhuma publicação na última semana.

No dia 25 de julho, Daniela fez uma pergunta intrigante.

“Por que é tão difícil as pessoas serem sinceras, humildes e verdadeiras?”, perguntou a cantora para os seus mais de 140 mil seguidores.

O intrigante da mensagem da estrela gospel é que, após o áudio polêmico vazar, ela foi acusada por alguns justamente de não ser sincera, nem verdadeira porque cantava músicas cristãs e, nos bastidores, estava envolvida com drogas.

“Muitas das vezes por causa das máscaras que usam como símbolo de proteção”, comentou um internauta, respondendo à pergunta feita por daniela araújo.

Silêncio

Desde que todo o caso veio à tona, Daniela Araújo continua em silêncio. De acordo com sua assessoria de imprensa, no melhor momento a cantora vai se manifestar sobre toda a polêmica.

Na internet, há divisão entre aqueles que mandam mensagens de apoio à cantora e aqueles que a criticam, chamando-a, por exemplo, de hipócrita. Alguns fãs aguardam ansiosamente a manifestação pública da cantora gospel admirada por milhares de pessoas em todo o país.

As últimas informações dão conta de que Daniela Araújo está junto à família neste momento difícil de sua vida. Os seus pais queriam muito que ela abandonasse as drogas.

Drogas

Daniela Araújo terá a chance de pedir perdão a Deus, aos seus fãs e recomeçar sua vida. A cantora gospel é apenas mais uma das muitas vítimas que as drogas fazem todo ano no Brasil e no mundo.

Os números das drogas no país assustam.

E isso vai desde que o álcool, cujo consumo é liberado em todo o Brasil, passa pela cocaína e chega ao crack, drogas mais temível e que recebe maior propaganda negativa.

Em março deste ano, a diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Margaret Chan, divulgou um dado alarmante: o consumo de drogas mata 500 mil pessoas ano em todo o mundo.

Para a diretora-geral da organização, as mortes são apenas parte do dano causado pela droga e classificou as drogas como um problema mundial. Ninguém está imune ao acesso às drogas.

Siga a página Música
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!