Faltam apenas mais dois episódios para o fim desta sétima temporada de ‘’Game of Thrones’’. Tudo caminha para a grande guerra, a que, de fato, realmente importa: a dos vivos contra os mortos. O exército dos mortos caminha para a muralha, enquanto bem longe dali os mais poderosos lutam pelo Trono de Ferro.

Depois do episódio "The Spoils of War" deixar os fãs da série em êxtase com o massacre ao exército Lannister causado por Daenerys montada em Drogon, esse episódio foi praticamente construído com diálogos.

Sendo assim, construindo os arcos que estão por vir.

Porém, o que mais de importante teve nesse episódio? Certamente tiveram vários núcleos, em Winterfell, Westeros, Dragonstone, Cidadela, Muralha e Para-Lá-Da-Muralha. Por mais extenso que sejam, todos estão conectados.

1 - Jon e Drogon

Daenerys chega montada em Drogon e vê Jon. De repente, o dragão começa a abaixar a cabeça e Jon o acaricia com a mão. Tanto Daenerys quanto Jon fazem expressão de surpresos, principalmente a mãe dos dragões. A maioria dos fãs de Game of Thrones sabe que os dragões simpatizam com os Targaryen.

Depois desse episódio ficou claro que Jon tem sangue Targaryen correndo em suas veias. Por isso, Drogon simplesmente foi um tanto quanto simpático. Alguns fãs comentaram dizendo que "o dragão já está transferindo a lealdade para o legítimo herdeiro do Trono de Ferro", mas Drogon só podia ser de Jon caso Daenerys morresse. Isso tudo aconteceu para que, possivelmente, mais para frente Jon monte em um dragão, provavelmente o Rheagal, que, inclusive, levou o nome em homenagem ao pai dele.

2 - Legitimidade de Jon

Enquanto Gilly organizava os documentos da Cidadela junto com Sam, ela leu um trecho que falava de um casamento que foi anulado às pressas para outro ser feito. De acordo com o Wiki de GoT, divórcio não existe em Westeros. Porém, uma anulação sim.

A anulação pode ser pedida à hierarquia da Fé dos Sete com várias justificativas cabíveis, como, por exemplo, o casamento não ter sido consumado, se algum dos que casaram já era casado antes ou se o casamento foi forçado, porque oficialmente ninguém pode fazer um voto sagrado contra a sua vontade.

Sendo assim, provando o casamento de Lyanna e Rhaegar e fazendo de Jon definitivamente um Targaryen.

3 - O que tinha escrito na carta?

"Robb, eu escrevo para você com um coração pesado. Nosso bom rei Robert está morto, morto de feridas que ele pegou em uma caçada de javali. O pai foi acusado de traição. Ele conspirou com os irmãos de Robert contra o meu querido Joffrey e tentou roubar seu trono. Os Lannisters estão me tratando muito bem e me proporcionam todo o conforto. Peço-lhe: venha para King's Landing, jure lealdade ao rei Joffrey e evite conflitos entre as grandes casas de Lannister e Stark."

A carta foi enviada por Sansa, obrigada por Cersei ainda na primeira temporada da série.

Mindinho espera criar um atrito entre Sansa e Arya, depois de que se certificou de que Arya lesse a carta.

4 - O foco em diálogos sobre comida

O inverno chegou. Com ele, a escassez de alimentos, por isso, todos se organizam com estocagem de alimentos a fim de sobrevivência. Desde o episódio em que Jon deixa Winterfell nas mãos de Sansa, ela, enquanto anda em Winterfell, junto de Mindinho, fala que precisam cuidar do alimento.

Até aí tudo bem, nesse último episódio deram ênfase no estrago que Drogon causou: cerca de mil carroças de alimentos. Como irão sobreviver ao inverno com pouca ou quase nenhuma comida?

Siga a página Seriados
Seguir
Siga a página Game Of Thrones
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!