Marcelo Luiz Rezende Fernandes, atualmente com 65 anos, divulgou um vídeo que logo ganhou as redes sociais. O jornalista, que está com câncer, mandou uma mensagem emocionante para seus fãs e pessoas que o apoiam.

No vídeo, ela fala que está passando por uma situação difícil, mas que quando superá-la vai continuar fazendo o que sempre fez, que é ajudar as pessoas que mais precisam, incluindo aquelas que esperam por uma cura. Além disso falou que cada dia é uma batalha diferente, que Deus o ajuda a passar por isso, e que o Espírito Santo vai cuidar de cada um.

No final ele afirma que essa fé vive dentro dele e deseja que o Pai abençoe a cada um.

O post veio através de seu próprio Facebook, e surpreendeu muitos fãs por estar visivelmente magro e abatido. Ele está afastado do seu famoso programa “Cidade Alerta”, apresentado pela emissora Record, da qual permanece afastado desde maio desse ano, por causa do tratamento. As redes sociais o ajudam, pois faz posts com alguma regularidade e, sem dúvida, o carinho dos fãs é de vital importância para o famoso apresentador.

Como ele mesmo disse “É preciso ter fé.”.

Desde que seu estado de saúde foi divulgado, a internet foi tomada por notícias falsas que o envolviam, para combater essa prática, ele começou a usar suas redes pessoais para informar o público das coisas como elas realmente são.

Em sua carreira jornalística, Marcelo Rezende fez reportagens de alto impacto principalmente quando estava na Rede Globo durante a década de 90.

Apesar de ter atuado e trabalhado como jornalista, ele não possui um diploma nessa área. Mas isso não o impediu de exercer sua função e construir uma sólida carreira, onde também trabalhou na Editora Abril.

Seu diagnóstico aponta para câncer no pâncreas e no fígado. O câncer, de maneira geral, consiste em um crescimento das células que ocorre anormalmente, e essas células tendem a se espalhar pelo organismo, indo além do seu local de origem, e existem mais de uma centena de tipos diferentes de câncer.

O câncer de pâncreas tem como principal objetivo, após o diagnóstico, verificar se é possível removê-lo, o que ocorre unicamente com a execução de uma cirurgia, que é a única maneira de ser efetivamente curado. Mas essa remoção vai depender de diversos fatores, entre eles o quão espalhado o câncer está. Além disso o próprio estado de saúde do paciente é levado em consideração, se estiver fraco ou apresentar complicações, como obesidade, tornará cada vez mais difícil o procedimento cirúrgico.

O câncer de fígado geralmente é originado de outros órgãos, situação onde são classificados como “metástases”, pois são passados pela corrente sanguínea.

Em quantidade de ocorrências é o 6º mais comum, em todo o mundo, e em termos de grau de perigo que apresentam é o 2º que mais causa vítimas em todo o mundo. Caso o tratamento não seja bem-sucedido, o quadro pode evoluir para insuficiência hepática.

Vídeo:

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!