O mês de agosto mal começou e a Música brasileira perdeu um de seus maiores ídolos: Luiz Carlos dos Santos, conhecido pelo nome artístico de Luiz Melodia. O cantor e compositor, dono de sucessos como a inesquecível "Pérola Negra", morreu em decorrência de um câncer na medula. Luiz já havia passado por um transplante de medula, porém não estava respondendo bem à quimioterapia. A notícia foi confirmada pelo amigo e guitarrista do músico, Renato Piau.

Luiz Melodia tinha 66 anos e deixa a esposa Jane Reis (que além de cantora era a sua empresária), com quem era casado desde 1977, e um filho, o rapper Mahal Reis.

A trajetória do ícone do samba, blues, soul e MPB

Luiz Melodia nasceu e acresceu no morro de São Carlos, no bairro de Estávio, no Rio de Janeiro, filho do funcionário público e músico Oswaldo Melodia, despontou do morro para o sucesso no "Festival Abertura", organizado pela Rede Globo de Televisão.

Na adolescência, abriu mão da escola para se dedicar totalmente à música. Tocava hits da Jovem Guarda e junto com amigos criou o grupo "Os Instantâneos". A dedicação em aprender vários estilos musicais, fez com que Luiz desenvolvesse um estilo bem específico e próprio em sua trajetória.

Em 1973, com apenas 22 anos, lança o seu primeiro disco "Pérola Negra", o álbum traria sucessos que o acompanharia durante a vida toda, como a faixa título, "Magrelinha" e "Estácio, Holly Estácio", música que chegaram a ser gravadas por grandes nomes da MPB como Maria Bethânia, Gal Costa e pela atriz e cantora Zezé Motta.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Música

Sua música entrou para a trilha de diversas novelas, dentre elas, Pecado Capital, de Janete Clair, em 1975.

Devido ao grande sucesso no Brasil, e por ter um tipo de música com grande apelo internacional, Luiz foi para a Europa apresentar o seu repertório. Participou de diversos festivais como o conhecidíssimo Festival de Jazz de Montreux, na Suíça e o de Chateauvallon, na França.

O último álbum de Luiz Melodia foi o elogiado pela crítica, Zerima (de 2014).

O disco lhe rendeu uma turnê pelas principais capitais brasileiras e garantiu o prêmio de melhor cantor no Prêmio da Música Brasileira, de 2015.

O cantor planejava voltar aos palcos e gravar um novo álbum até o final deste ano. Em junho, chegou a ser liberado pelos médicos, porém com o retorno do câncer teve de ser internado mais uma vez. O velório de Luiz Melodia será na quadra da escola de samba Estácio de Sá no próximo sábado (05) à tarde e o enterro ainda não foi confirmado pelos familiares.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo