Logo no início, antes da abertura, é mostrada uma cena da primeira temporada, na qual Sansa escreve uma carta, pedindo a Robb (seu irmão mais velho) que viesse se ajoelhar para Joffrey, que estava sentado no Trono de Ferro. Na sala está Cersei Lannister e Petyr Baelish, o Mindinho, além de Varys e outros membros do conselho.

A relação de Arya e Sansa quase acaba em morte

Arya fala com Sansa a respeito da carta e ameaça a sua irmã a revelar para os Lordes o conteúdo da mesma, que iria abalar a moral de Sansa como Lady de Winterfell.

Mas Sansa responde que Arya não teria sobrevivido ao que ela passou.

Sansa conversa com Mindinho, que fala sobre Brienne ter que defender as duas irmãs Stark, cuja rixa parece estar se tornando mais grave. Em seguida, Sansa recebe um convite de Cersei para comparecer em Porto Real, e a Lady de Winterfell decide enviar Brienne como representante, que reluta já que não confia em Mindinho, mas Sansa a envia mesmo assim.

Sansa vai investigar os aposentos de Arya e encontra seus “rostos”, Arya chega e segue-se uma conversa onde Arya parece ameaçar Sansa, que está quase aos prantos por medo, mas Arya parece resistir à tentação de roubar o rosto da irmã, e vai embora deixando a Adaga de Aço Valiriano nas mãos de sua irmã mais velha.

E se Daenerys morrer?

Daenerys reclama para Tyrion do comportamento de herói que alguns homens têm, maneira de manifestar preocupação com Jon Snow.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Seriados Game Of Thrones

Tyrion a questiona sobre quem a sucederia caso ela morresse, afinal, Daenerys não pode ter filhos. Na cena seguinte, Daenerys recebe uma mensagem de Jon Snow pedindo ajuda e atende o pedido dele levando seus três dragões: Drogon, de escamas negras, Viserion, de escamas douradas, e Rhaegal, de escamas verdes. Tyrion suplica que ela não vá, mas ela está decidida.

Para lá da Muralha, o Rei da Noite mostra seu incrível poder

Jon Snow lidera o grupo que tem como membros Gendry, filho bastardo do Rei Robert, Tormund, um dos líderes do povo que vivia ao norte da muralha, Thoros de Myr, sacerdote vermelho de R’hllor, Senhor da Luz, Beric Dondarrion, líder da Irmandade, Sor Jorah Mormont e Cão de Caça, além de outros de menor importância.

Para quem não lembra, Thoros e Beric são aqueles que tem o poder de deixar as suas respctivas espadas em chamas, e Thoros foi o responsável por ressuscitar Beric 6 vezes com o poder da fé no Senhor da Luz.

Gendry revela nunca ter visto neve antes. Seguem-se várias conversas, como a de Tormund falando a Jon que várias pessoas morreram pelo orgulho do Rei-Para-Lá-da-Muralha, Mance Rayder, que jamais se ajoelhava.

Em seguida, Jon oferece Garralonga, sua espada, à Sor Jorah. Jon Snow, quando era membro da Patrulha da Noite, foi subordinado a Jeor Mormont, pai de Jorah, que foi quem lhe deu a espada. Sor Jorah se recusa, pois havia desonrado sua casa e não merecia a espada.

Beric diz a Jon Snow que ele não é parecido com seu pai, Eddard Stark, que Jon sempre enaltece como homem mais honrado que ele já conheceu.

Sandor Clegane, o Cão de Caça, reconhece a montanha que tinha visto em sua visão no fogo.

O grupo é atacado por um Urso Morto-Vivo em meio a uma nevasca, eles conseguem se defender, mas Thoros é gravemente ferido, apesar disso ele segue com o grupo. Tormund consegue ver uma companhia de mortos caminhando, liderados por um Caminhante Branco. O grupo ataca os mortos e Jon mata o Caminhante Branco, o que faz todos os mortos caírem, exceto um, que eles capturam. Jon manda Gendry voltar para Atalaialeste, já que ele é o mais rápido, para enviar um corvo a Daenerys pedindo ajuda, pois percebe que estarão perdidos.

Apesar de cumprir o objetivo da missão eles se veem perseguidos pelo Exército do Rei da Noite, e ficam acuados em uma rocha no meio de um lago cujo gelo está fino, e isso impede o avanço do exército. Gendry é socorrido por Davos no castelo.

No dia seguinte, revela-se que Thoros de Myr morreu congelado durante a noite, e seu corpo é queimado por ordem de Jon, caso contrário ele iria integrar o exército dos mortos. Após algum tempo, graças a Cão de Caça, o exército dos mortos percebe que o lago havia congelado novamente e avançam contra os liderados por Jon Snow. A situação fica crítica e Tormund não morre por muito pouco.

Quando Jon se vê sem saída, Daenerys e seus três dragões chegam para resgatá-los, queimando os soldados mortos e descongelando boa parte do lago, e fogo e gelo enchem a tela com magníficos efeitos visuais. Drogon pousa na rocha para o resgate, mas Jon vê soldados inimigos se aproximando através dos pontos cegos de Drogon, e vai combate-los para ganhar tempo para todos subirem nas costas do dragão levando o soldado morto-vivo prisioneiro.

Enquanto Daenerys espera Jon Snow terminar de “limpar” os arredores, ela ignora o perigo do Rei da Noite, que joga uma lança de gelo em Viserion, o dragão dourado, e o acerta em cheio no peito, fazendo fogo e gelo explodirem e o dragão cai quebrando o gelo e acaba morrendo. Em seguida seu corpo afunda no lago. Todos param para observar a morte do enorme animal, mas Jon Snow volta a si rapidamente, e grita para Daenerys sair dali logo, pois ele vê que o Rei da Noite está preparando outra lança.

Jon é agarrado por vários soldados e todos caem em um buraco no gelo do lago, Daenerys então volta a si e vai embora, por pouco desviando-se da lança contra Drogon, onde todos estão montados. Jon afunda enquanto Jorah quase despenca do dragão e Daenerys observa toda a destruição no lago.

Na cena seguinte, Jon consegue sair da água e é salvo por Benjen Stark, seu tio, que o entrega seu cavalo e se sacrifica pelo sobrinho, apesar dos protestos de Jon, que está muito debilitado. Benjen também tinha salvo Bran em condições parecidas, mas dessa vez ele foi morto pelo Exército do Rei da Noite.

Jon consegue chegar em Atalialeste e é socorrido. Quando acorda, lamenta a morte de Viserion, mas Daenerys diz que precisava ter visto o Exército dos mortos para acreditar. Ele então a reconhece como sua Rainha e diz que se ajoelharia, caso estivesse em condições. Ela responde que espera ser digna e o deixa descansar.

A última cena, talvez a mais aguardada pelos fãs em muito tempo, confirma a antiga teoria do “Dragão de Gelo”. O Exército dos Mortos consegue trazer à tona o corpo de Viserion, que é ressuscitado pelo Rei da Noite, e adquirindo olhos azuis. Assim acaba o penúltimo episódio dessa temporada.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo