A Igreja Universal do Reino de Deus vai pedir dinheiro aos frequentadores de cultos religiosos em sua igrejas para que possam comprar ingressos e mandar 22 milhões de pessoas ao cinema assistir a história de vida do seu líder, o bispo Edir Macedo. A primeira parte da saga do bispo só chegará as salas de cinema no primeiro trimestre de 2018. Porém, a igreja já começou uma larga campanha mobilizando todas as lideranças da Universal para que saiam a campo. A meta é bater todos os recordes nacionais alcançados no cinema.

Até mesmo "Os Dez Mandamentos" deve ficar para trás, pois a meta estabelecida pelo pastor Clodomir dos Santos, que se reuniu na semana passada com líderes da Igreja Universal, é de 22 milhões de telespectadores nas salas de exibições para apreciar a grande obra. Isso significa o dobro de seu maior sucesso, o aclamado filme que conta a vida de Moisés.

Todos os programas da TV Record, bem como suas maiores estrelas, já foram mobilizadas para fazer propagando do filme, além de seus pastores e obreiros em todo o país estão prontos para pedir doações aos fiéis e simpatizantes da Universal.

O dinheiro arrecadado será para compra de ingressos e doado a pessoas que não tem condição financeira para gastar com cinema.

Essa mesma estratégia foi aplicada o ano passado com o estrondoso sucesso de bilheteria que foi os "Os Dez Mandamentos". A igreja arrecadou dinheiro dos fiéis, comprou ingressos, distribuindo a quem manifestasse o desejo de ver Moisés no cinema. Num piscar de olhos, os ingressos se esgotaram, porém o que se viu foram inúmeras cadeiras vazias.

De acordo com uma fonte presente na reunião, o pastor Clodomir Santos bateu o martelo e disse que "a missão será vender 22 milhões de ingressos", a igreja não aceitará desculpas. O pastor ainda usou um bom argumento de convencimento: a superação que o bispo Edir Macedo ultrapassou, vindo do nada vencendo na vida. Um instrumento usado por Deus.

O longa "Nada a Perder" é a produção mais ousada feita pela IURD, começou a ser filmado no mês de maio e conta com grande elenco, encabeçado pelo experiente ator Petrônio Gontijo, no papel do líder da Igreja Universal, além de Day Mesquita como Ester, esposa do bispo.

André Gonçalves, Dalton Vigh, Beth Goulart e muitos outros. A direção está a cargo de Alexandre Avancini.

As filmagens estão previstas para acontecer em Nova York, Joanesburgo (África do Sul), Jerusalém (Israel), São Paulo e Rio de Janeiro. O orçamento de cada um dos dois filmes gira em torno de R$ 16 milhões, o que se pode chamar de uma superprodução para os padrões nacionais.

Não perca a nossa página no Facebook!