O jornalista e apresentador Marcelo Rezende, do programa policial “Cidade Alerta”, morreu neste sábado (16), aos 65 anos, vítima de complicações provenientes de um câncer no pâncreas. Marcelo estava internado no Hospital Moriah (São Paulo). O apresentador lutava contra um tumor pancreático diagnosticado no mês de maio, quando se afastou da televisão para iniciar o tratamento, mas, recentemente, as células cancerígenas se espalharam atingindo o fígado do jornalista.

Marcelo Rezende foi internado após sentir fortes dores que, posteriormente, foram diagnosticadas como decorrentes de uma pneumonia grave, condição que piorou seu estado de saúde após Marcelo sofrer falência múltipla de órgãos, conforme relatou o site PurePeople.

No dia 12 de junho, Marcelo Rezende divulgou um vídeo [VIDEO] afirmando ter optado por abandonar a quimioterapia para seguir um tratamento alternativo baseado na alimentação.

Médicos oncologistas desaprovaram a decisão, alegando que, embora as terapias alternativas não devam ser condenadas, o tratamento convencional é essencial para retardar o avanço da doença.

Vida profissional

Marcelo Rezende iniciou sua carreira no jornalismo aos 17 anos, quando foi convidado a estagiar no Jornal dos Sports, onde trabalhou por 2 anos após ser demitido por “não levar jeito para o jornalismo”.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos

Posteriormente, voltou ao jornalismo trabalhando por sete anos no jornal O Globo, como revisor de textos. Foi convidado a trabalhar na área dos esportes na revista Placar, onde ganhou destaque após cobrir a Seleção Brasileira e duas Copas do Mundo. Em 1987, estreou na televisão como jornalista da Rede Globo. Lá foi responsável pela cobertura dos esportes juntamente com a equipe de Galvão Bueno. Em 1997, participou da cobertura do caso “Favela Naval”, que denunciou a ação truculenta de policiais militares durante abordagens em Diadema (SP).

A cobertura do caso foi marcante na carreira de Marcelo Rezende, pois ampliou as discussões a respeito dos direitos humanos e a conduta de policiais no Brasil.

Linha Direta

Em 1999, Marcelo Rezende dava seu primeiro passo como apresentador no comando do jornalístico de sucesso Linha Direta, da TV Globo. O programa apresentava simulações de casos criminosos ainda inconclusivos pela justiça e tinha como objetivo a denúncia e repercussão dos casos. Marcelo trabalhou na montagem do programa e atuou como apresentador apenas na primeira temporada.

Cidade Alerta

No ano de 2002, Marcelo saiu da Globo e passou por três emissoras, se estabelecendo na Rede TV apresentando o programa Rede TV! News com um formato mais tradicional. Mas foi no Cidade Alerta, exibido na Rede Record, que Rezende voltou a ter destaque no cenário jornalístico nacional ao popularizar bordões e falas irônicas durante a exibição das notícias.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo