O Hospital Moriah noticiou que o apresentador e jornalista Marcelo Rezende faleceu na tarde deste sábado (16), em São Paulo. Marcelo teve falência múltipla dos órgãos em decorrência ao seu câncer. O apresentador estava lutando contra a doença desde o início do ano, quando foi diagnosticado com câncer no pâncreas com metástase no fígado.

A luta contra a doença

O apresentador do programa "Cidade Alerta", da RecordTV, se afastou em maio para dar início ao tratamento de quimioterapia e precisou ficar internado.

Mas o jornalista resolveu largar o tratamento tradicional para iniciar um tratamento espiritual, pegando todos de surpresa. Vários amigos e colegas de emissora começaram uma campanha implorando para que o mesmo voltasse ao hospital e para o tratamento tradicional.

Milton Neves, que era amigo do apresentador, chegou a utilizar seu perfil no Twitter na tentativa de convencer o amigo. Segue o que Milton disse:

Mas, infelizmente, foi em vão, Marcelo não voltou ao hospital e nem voltou a fazer o tratamento.

Com isso, muitas pessoas "caíram" em cima do apresentador, até de covarde o chamaram. Por conta disso, o jornalista usou seu perfil no Instagram para postar um vídeo. Nele, Rezende explicou seus motivos por não querer seguir fazendo a quimioterapia, "Não gostei que algumas pessoas me chamaram de covarde quando larguei a medicina tradicional. Mas como posso ser considerado covarde se toda conduta que tomo em minha vida é através das orientações de Deus?

Por isso afirmo que essa foi a melhor decisão que tomei, e eu estou aqui para mostrar a vocês que estou evoluindo em meu procedimento e estou melhor a cada dia que passa", disse o jornalista no video.

Carreira

Marcelo Luiz Rezende Fernandes nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em novembro de 1951. O jornalista começou sua carreira por acaso, Rezende tinha apenas 17 anos quando foi convidado para trabalhar como repórter na cobertura de futebol em uma visita a redação do Jornal dos Sports.

Marcelo surpreendeu a todos com seu talento, fez muitos amigos dentro do jornal, através desses contatos o jornalista foi levado para a Rádio Globo e logo depois para o jornal O Globo, onde ficou trabalhando por sete anos. Foi no jornal carioca que Rezende teve a sorte de não só conhecer, como ficar perto do seu ídolo, Nelson Rodrigues.

Antes de migrar para a televisão, Marcelo ainda trabalhou na revista Placar e foi no ano de 1987 que ele começou como repórter esportivo na Rede Globo. Mas foi por pouco tempo, pois o apresentador migrou para o jornalismo investigativo e logo viu sua carreira deslanchar.

Recebeu vários prêmios, escreveu livro e ficou consagrado com o seu bordão "Corta Pra Mim".

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!