Os líderes religiosos, cada vez mais, têm se destacado em vários meios de comunicação por todo o mundo. Eles estampam capas de jornais, reportagens especiais em programas de televisão, pauta em programas de rádio e nas redes sociais atraem multidões.

Em meio a tantas notícias sobre o mundo religioso, o que não poderia faltar era os mais diversos casos polêmicos a qual esses líderes estão envolvidos. A exemplo do pastor Valdemiro Santigo, líder religioso da Igreja Mundial do Poder de Deus, que ganhou destaque recentemente por postar um vídeo nas redes sociais onde afirmava que o câncer sofrido pelo apresentador Marcelo Rezende teria sido a mando de Deus, como forma de castigo, por ter feito perseguição contra sua pessoa.

O vídeo de Valdemiro se espalhou por todo o Brasil, e ele acabou ganhando a fama de servo mal. Você poderá ler mais sobre o assunto clicando aqui.

Edir Macedo, bispo da Igreja Universal, também repercutiu nas redes sociais após várias polêmicas

O bispo Macedo, como é conhecido por seus seguidores da Igreja Universal do Reino de Deus, também já esteve ocupando as mídias sociais envolvido em vários assuntos polêmicos, a exemplo do apoio ao aborto para mulheres vítimas de estupro e também de mulheres de baixa condição financeira. Há muitos anos Edir Macedo tem sido ‘‘apedrejado’’ por pregar em suas igrejas a famosa teologia da prosperidade, que é vista por muitos como uma forma que o bispo encontrou para enriquecer às custas dos membros da religião.

Edir Macedo também sofreu perseguição quando teve um vídeo antigo seu divulgado em rede nacional, onde aparece dando uma suposta aula para um grupo de pastores para ensinar como arrancarem dinheiro das pessoas. O vídeo ficou famoso pela frase: “Ou dá ou desce”. Ele explicou o motivo da frase, ao dizer que, quando as pessoas não entregam a sua vida para Deus, elas não podem ser abençoadas e, por isso o termo, ‘’ou dá ou desce’’.

Bispo Macedo terá sua vida mostrada no cinema

O bispo afirma que o filme “Nada a Perder” será uma megaprodução que sua trajetória.

Ele também assinou um contrato de direitos de exibição da cinebiografia com a Netflix. O filme será exibido na Netflix, que é uma plataforma global de séries e filmes de televisão via streaming, que conta com mais de 100 milhões de assinantes.

O filme ainda nem estreou e já tem gerado polêmica na internet. Tudo isso porque a negociação entre o bispo e na Netflix, foi o maior valor já pago pela plataforma por um filme com diálogos não-inglês. O filme poderá ser assistido nos 190 países que recebem a transmissão da plataforma.

Douglas Tavolaro, vice-presidente de jornalismo da RecordTV , foi o responsável pela negociação.

A produção será baseada no livro “Nada a Perder”, que é a biografia de Edir Macedo. O orçamento do filme está estimado entre R$ 10 milhões e R$ 16 milhões, com filmagens em Joanesburgo (África do Sul), Jerusalém e em especial, no Brasil. O filme será um longa-metragem, com estreias em duas partes, a primeira em fevereiro de 2018 e a segunda no início de 2019. A direção é de Alexandre Avancini e terá o ator Petrônio Gontijo interpretando o papel do bispo Edir Macedo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo