Pabllo Vittar está sendo o protagonista de inúmeros comentários nas redes sociais, desde a sua apresentação no Rock in Rio. Se por um lado muitos o admiram e o tem por ídolo, do outro se aglomeram pessoas que são classificadas como “haters” que, como o nome já diz, propagam o ódio. E tudo isso se torna preconceito contra Pabllo, que tem apenas 22 anos, sendo drag queen além de cantor e compositor.

Com relação a isso, o apresentador Danilo Gentili se pronunciou, até porque o teor de muitos comentários estava relacionado ao fato de que as apresentações de Pabllo Vittar estavam “ofendendo” a família tradicional brasileira.

E isso é apenas a continuação do que foi iniciado no Domingão do Faustão, programa onde Pabllo se apresentou recentemente. Segundo os críticos, desde o programa apresentado por Fausto Silva, Pabllo tem chocado a família brasileira.

O veículo escolhido por Danilo foi o seu Twitter, no qual possui quase 16 milhões de seguidores, e disse que a sua família podia ser considerada tradicional, e mesmo assim tinha crescido ouvindo e admirando vários artistas assumidamente homossexuais. Então ele citou vários nomes como Rogéria, Ney Matogrosso, Clodovil, Fred Mercury, entre outros.

Também fez críticas à “família tradicional”, pois, segundo o apresentador, eles na verdade não se importam com a opção sexual de Pabllo Vittar. Ainda por cima declarou que a maioria das críticas era originada da geração “mimada”, que é extremamente sensível.

Além dessas críticas feitas por Danilo, que demonstra ter uma mente mais aberta e não se prende a preconceitos, ele também falou sobre o famoso caso do assediador que atuava em ônibus.

Apesar de ter feito o que fez no transporte coletivo, o criminoso foi solto pelo juiz, o que fez despertar muita indignação da sociedade. Quanto a isso o apresentador do SBT defendeu as mulheres e disse que nesse tipo de caso as mulheres deveriam se defender usando a força, literalmente. Nas palavras dele, “andar com um três oitão na cintura”, fazendo referência a um revólver calibre 38.

O apresentador também incentiva que a população reaja quando vir algo desse tipo, até mesmo com o uso de violência.

Sem dúvida, o posicionamento de Danilo leva em consideração a sociedade em que vivemos, uma vez que esse tipo de coisa não deve ser tolerada em hipótese alguma. Foram ao todo três “tweets”. No último ele se justifica, devido a ele ter dito que era para usar violência, pois conforme ele diz, a Justiça não funciona, e nas palavra dele: “Só funciona se você contar uma piadinha no Twitter ou protestar contra censura estatal”.

Pabllo Vittar ser vítima de comentários maldosos e preconceituosos aliado a esse caso do assediador do ônibus só mostra o quanto o Brasil ainda tem que evoluir. Apesar de ser um país considerado receptivo aos estrangeiros e possuindo uma singular variedade cultural, esse tipo de coisa ainda acontece.

É evidente que o que mais falta ao Brasil não é alegria, mas educação.

Siga a página Música
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!