O apresentador do Brasil Urgente, da Rede Bandeirantes, José Luiz datena, revelou esta semana em seu programa policial diário ser alcoólatra e já ter sofrido sérias consequências devido ao problema de Saúde. Ele disse que já perdeu a metade do pâncreas e hoje bebe apenas o mínimo, mas não conseguiu cessar o uso da bebida alcoólica. Com 60 anos de idade e à frente do Brasil Urgente, o apresentador fez a declaração após uma reportagem exibida que norteava o tema.

Em 2006, o apresentador passou por momento de séria fragilidade em sua saúde após ter que ser submetido a uma cirurgia para a retirada de um cisto no pâncreas, na época o apresentador confessou: "Se eu não operar, eu morro".

O que é o pâncreas?

O pâncreas é uma glândula do sistema endócrino do organismo humano. Entre várias e importantes funções está a de produzir insulina, um hormônio extremamente importante para a sobrevida humana.

As doenças no pâncreas costumam ser traiçoeiras, pois o diagnóstico é geralmente realizado tardiamente, quando a doença está em estado mais avançado. Um caso que pode exemplificar tal situação é a doença que hoje o apresentador do programa policial Cidade Alerta, Marcelo Rezende, da RecordTV, vive com o tratamento de um câncer de pâncreas e fígado.

Alcoolismo

O alcoolismo, apesar de não ser encarado como uma doença por muitos, deve ser entendido como tal. Ele possui, inclusive, numeração específica no código internacional de doenças.

É uma patologia que se caracteriza pelo uso excessivo de bebidas alcoólicas, gerando problemas muitas vezes irreversíveis principalmente para o fígado e para o cérebro. A partir do momento em que a pessoa passa a ter a necessidade de beber para sentir bem estar, evita outras atividades para poder beber podemos pensar se tratar de uma dependência.

O alcoólatra não é necessariamente aquela figura caricata que acorda e toma pinga como café da manhã pinga. Em muitos casos existe o “alcoólatra de final de semana", que, apesar de ficar durante todos os dias da semana sem bebida, tem a necessidade de se embriagar aos finais de semana.

Existem quatro perguntas que devem ser feitas para quem está próximo de ser um alcoólatra e que ajudam a fechar o diagnóstico:

  • Você já pensou que deveria diminuir seu consumo de álcool?
  • Alguém já o criticou por causa da bebida?
  • Você já se sentiu mal ou culpado por beber?
  • Você já acordou e a primeira coisa que fez foi beber para se sentir bem?

Se a pessoa responder apenas um sim, já sugere que pode haver um problema e que procurar ajuda médica é a melhor opção.

Portanto, fique atento!

Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!