O estado de saúde do apresentador da RecordTV Marcelo Rezende, de 65 anos, é delicado. Marcelo, que luta contra um grave câncer no pâncreas e no fígado desde o início deste ano, teria sido internado às pressas após contrair uma pneumonia.

Segundo uma fonte do site Purepeople, o apresentador teria sido levado para um hospital da Zona Sul de São Paulo após sentir fortes dores. Marcelo Rezende já está sendo medicado e acompanhado de perto por profissionais da área, mas a fonte afirma que o quadro do apresentador não é promissor:

“Ele está muito ruim, péssimo... Ninguém está tendo acesso, os familiares proibiram, trancaram tudo!”, conta. A fonte também fala sobre a incerteza do destino do apresentador: “Não sabemos se ele vai sair de lá, ele está até com pneumonia grave!”.

Publicidade

Marcelo tem seguido tratamento alternativo

O apresentador recentemente abandonou o tratamento tradicional, a quimioterapia, e decidiu dar uma chance a um método alternativo de cura. A namorada do apresentador do Cidade Alerta, Luciana Lacerda, viajou até os Estados Unidos para comprar medicamentos e afirma que Marcelo continua se cuidando, e se mudou para a casa dele após o início de seu tratamento e tem se divido entre os cuidados com o namorado e com a sua filha, de apenas 10 anos.

A carioca também homenageou o amado com uma tatuagem (Luciana tatuou a palavra “love”, “amor” em Português) e faz sempre questão de demonstrar apoio e carinho a Marcelo em suas redes sociais. Recentemente, Marcelo rebateu críticas sobre sua decisão de abandonar a medicina tradicional e alegou que o fez porque “o Pai o ordenou”.

Apresentador demonstra confiança em sua cura

No iníco deste mês, Marcelo compartilhou com os seus fãs, em sua conta oficial no Instagram, um vídeo no qual tentava tranquilizá-los e demonstrava fé e convicção em suas chances de cura: “A cura vai chegar e eu tenho certeza dela. Porque Deus está comigo e Deus está contigo”, comenta. Marcelo ainda aproveitou o vídeo para esclarecer sobre sua doença e alega que muitos boatos sobre seu quadro clínico haviam sido iniciados:

“Muita gente vive de boato e no meu caso eu até entendo. Não é toda hora que tem uma informação. Mas nós devemos esquecer o boato". E acrescenta aos fãs: “O que eu tenho, a doença que eu tenho, o câncer que tenho, tem altos e baixos, como uma montanha-russa: uma hora estou em cima, e outra horas estou embaixo", explica o apresentador.