Os Trapalhões foi durante décadas o melhor programa de Humor da televisão brasileira batendo recordes de audiência em todas as emissoras por onde passaram. Todo mundo parava o que estava fazendo no domingo às 7 horas da noite para sentar na poltrona em frente à TV para dar boas risadas assistindo o quarteto Didi, Dedé, Mussum e Zacarias. Isso sem contar os inúmeros filmes da trupe que lotavam os cinemas nas férias da criançada, além de preencher o horário da sessão da tarde por semanas ininterruptas.

Os filmes dos Trapalhões estão até hoje entre as maiores bilheterias do cinema nacional.

Em 1990, o quarteto se tornou um trio devido à morte de Mauro Gonçalves, o ator que dava vida ao Zacarias. O próximo a dar adeus foi o inesquecível sambista e humorista Antônio Carlos Mussum, em 1994. Com os importantes desfalques, o programa saiu do ar no ano seguinte deixando uma imensa lacuna para os fãs.

O seriado voltaria alguns anos mais tarde em forma de reprises na hora do almoço. Muito do conteúdo da série disponível no YouTube foi gravado através de fitas VHS justamente nesse período das reprises e digitalizado anos mais tarde.

As reprises saíram do ar em 2000 devido às divergências da Rede Globo com a família dos atores falecidos em relação aos direitos de imagem. Também conforme os anos foram se passando, o politicamente correto começou a ganhar força no país e algumas piadas do quarteto começaram a ser vistas como preconceituosas. Dessa maneira, o programa tão amado pelos brasileiros nunca mais foi exibido, com exceção a algumas cenas no Vídeo Show.

Como é praticamente impossível nos dias de hoje que o programe volte ao ar, a emissora carioca decidiu trazer Os Trapalhões de volta a sua grade de uma maneira diferente, com novos atores, novas esquetes e nos mesmos moldes da nova Escolinha do Professor Raimundo.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Famosos Curiosidades

A notícia caiu como uma bomba nas redes sociais com uma grande repercussão e divisão entre os fãs do quarteto original. Muitos viram como uma bonita homenagem, já outros não gostaram de maneira alguma com o forte argumento de que os quatro são insubstituíveis. O próprio Renato Aragão, criador do programa e que também aparece na nova versão ao lado de seu companheiro Dedé Santana, temeu também por uma rejeição.

"No momento em que começamos, eu fiquei preocupado com os quatro meninos que chegaram e com medo de haver uma rejeição por parte do público que assistia Os Trapalhões anos atrás", disse Renato na época em que gravaram o programa.

Para a surpresa de muitos, a rejeição chegou até a nomes do forte escalão da Globo, como o apresentador Pedro Bial, que disse na última sexta-feira (8) em seu programa para o próprio Renato Aragão que odiou a ideia do novo formato.

"Confesso que eu gelei, não gostei da ideia quando me falaram que iriam fazer uma homenagem”, disse o apresentador, que emendou: ‘’Os Trapalhões eram a expressão de uma época, que se foi, que acabou. Por exemplo, o humor que Os Trapalhões praticavam hoje não seria possível.

Vocês seriam chamados de homofóbicos, preconceituosos’’. Mais tarde Bial disse que acabou se conformando com a ideia.

Antes da estreia na Globo, que vai acontecer no próximo domingo (17), o programa foi exibido em duas semanas na TV por assinatura Canal Viva, obtendo bons números de audiência. O elenco do programa conta com Lucas Veloso como Didico, Mumuzinho como Mumu, Gui Santana como Zaca e Bruno Gissoni como Dedeco. Além, é claro, de Renato Aragão como Didi e seu parceiro Dedé Santana.

Veja mais listas de imagens aqui: O antes e depois de famosas que seguem gatas aos 50

Veja mais listas de imagens aqui: 8 imagens confusas que vão destruir a sua infância

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo