Como o título "Cantora ou garota de programa?", o pastor evangélico e vereador do Rio de Janeiro pelo PSC, Otoni de Paula Jr. fez duras críticas à cantora Anitta através de uma postagem publicada no Facebook. Inicialmente, o texto afirmava que a cantora brasileira era uma "vagabunda de quinta". No entanto, de acordo com o próprio pastor, o texto divulgado na internet foi editado e a expressão escrita por sua assessoria de imprensa foi removida por ser considerada inapropriada.

Apesar de ter removido essa parte, o restante do texto, publicado no dia 30 de agosto, com críticas à Anitta não foi retirado. Nele, o vereador, que é pai de 3 filhos e também é líder de uma denominação da Igreja Assembleia de Deus em Niterói, convida os leitores a uma reflexão sobre o que as crianças que assistem, e idolatram a cantora estão sendo submetidas.

Na postagem, que é ilustrada com uma imagem de Anitta cantando e dançando e fazendo um gesto de apelo sexual, o pastor reclama que a cantora não tem nenhuma responsabilidade profissional com as crianças que arrasta para os seus shows.

Ele ainda afirma que não é uma questão de moral, mas de responsabilidade dela com a imagem. "É lamentável vê (SIC) uma CANTORA talentosa como Anitta se prestar a isso", afirma o vereador Ottoni.

No momento da produção deste texto, a postagem já contava com mais de 600 compartilhamentos e quase 3 mil reações divididas quase que igualmente entre "curtidas" e "não gostei" e outras reações. A postagem também já tinha mais de 2.200 comentários até o momento e as reações das pessoas também são bem diversas entre os que apoiam a cantora e os que são partidários do pastor e vereador.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Música Religião

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, o vereador afirmou que a postagem foi feita pela sua assessoria de imprensa e depois corrigido por ele. Sobre o termo "vagabunda de quinta" ele informou que foi erro de sua equipe, e que ele apenas dá as ideias para que seus assessores escrevam. Ao perceber o erro, foi dada a ordem para corrigir, pois o pastor não tinha a intenção de agredir Anitta de forma pessoal.

O pastor também afirmou que a postagem foi motivada pela preocupação com os valores que nossas crianças estão recebendo. E ainda que, Anitta deveria evitar que suas músicas com conotação sexual atinjam o público infantojuvenil. Ele ainda disse que Anitta é talentosa, mas que tem responsabilidade com a imagem que as crianças compram.

O pastor também falou sobre as pessoas que apoiam a cantora Anitta, e que são suas fãs, é claro, e a defenderam nos comentários da postagem.

Segundo ele, vivemos num país democrático onde é preciso saber dar e receber respostas quando você expõe sua opinião.

Ele também disse que os fãs se chatearam com suas palavras ao mesmo tempo em que criticou que hoje em dia não há mais verdades absolutas. O pastor terminou dizendo que no seu tempo havia o certo e o errado, mas que hoje não é mais assim.

Veja a postagem:

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo