Uma radialista venezuelana é a protagonista de um momento inacreditável, durante uma entrevista a um menino de sete anos. A criança ligou para a rádio, para o programa 'Calma Pueblo', mas acabou sendo humilhado por uma das apresentadoras. O momento foi tão bizarro, que a rádio acabou eliminando o programa, que está agora pendente de investigação da comissão nacional de telecomunicações, na Venezuela.

Verónica Gómez, a apresentadora, foi tão ofensiva com o menino, que acabou chocando a todos, incluindo a seus colegas, José Rafael Guzmán e Manuel Silva.

O programa estava decorrendo com naturalidade, quando um menino entrou na emissão, para fazer seu comentário. Verónica não teria gostado de sua participação, por ele ser uma criança, ou então se recusou a entender que ele tinha somente sete anos e, por muito inteligente que ele fosse, ele não poderia entender as questões de política que ela perguntou para ele.

Durante a conversa de três minutos, Verónica e seus colegas de emissão estiveram fazendo perguntas sobre política e terminaram zombando do menino por sua hipotética orientação sexual. Claramente, ela odiou falar com esse menino e tentou sempre humilhar, terminando a conversa com sarcasmo: "Deus foi tão sábio em não me dar fertilidade".

Como foi a entrevista

A emissão seria sobre os problemas que alguns venezuelanos estavam passando para arranjar gasolina, uma vez que o país está passando por um clima tenso, em que está faltando muitas coisas para as pessoas e foi aí que Verónica perguntou para esse menino: "O que você acha disso acontecendo em um país do petróleo?", uma pergunta demasiado complexa para uma criança de sete anos.

Por isso, ele respondeu que não sabia. "Ah, perfeito, porque você não precisa saber disso", disse ela em um tom irônico. Essa rádio é contra o regime do presidente Maduro e, por isso, eles foram tentando que o menino contestasse a situação do país, mas ele não fez isso. Possivelmente, ele é demasiado criança para perceber a situação política no seu país e também poderia ainda não ter faltado nada em sua casa.

Mesmo quando perguntaram como foi seu café da manhã, tentando que ele falasse que faltava leite ou outros alimentos, mas ele não o disse e foi aí que eles continuaram sua entrevista mais agressiva. "Qual é a sua posição política: você é um oponente ou é a favor do regime?", momento em que um dos apresentadores disse para ela parar e deixar o menino em paz. No entanto, a criança respondeu que não escutou a pergunta e ela respondeu, em troça: "Ah, perdeu a audição o menino".

'É gay como Ronaldo'

Percebendo que a criança estava sendo humilhada, um dos apresentadores tentou mudar de assunto, para um tema mais agradável para o menino. Ele perguntou se a criança gostava de futebol e ele disse que sim e que queria ser jogador de futebol. Perante essa resposta pronta, o apresentador insistiu no tema: "Você quer ser como Messi ou como Cristiano Ronaldo?". O menino falou que seu jogador favorito era Ronaldo e que sonhava ser como ele.

A apresentadora não esperou mais e interrompeu a questão: "Ah bom, é gay". Os outros comentadores encerraram a conversa com a criança e ela prosseguiu: "Ah, o menino gay que quer ser como Ronaldo, vai tirar as sobrancelhas".

Os comentários de Verónica são inacreditáveis e nas redes sociais são muitas as críticas contra ela. "Carreira arruinada", dizem sobre ela, após ela ter falado tudo isso contra uma criança de sete anos, que apenas sonhava falar na rádio nacional.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo