Rogéria morreu aos 74 anos, nesta segunda-feira (4 de setembro), no hospital Unimed Barra, que fica na zona Oeste do Rio. A atriz (nascida Astolfo Barroso Pinto) já tinha dado entrada em uma clínica de Laranjeiras no mês de julho (13) e ficou por duas semanas internada por conta de uma infecção generalizada, no entanto recebeu alta 14-15 dias depois. Na segunda semana de agosto, Astolfo Barroso 'Rogéria' voltou a ser internada por conta de uma infecção renal.

Esta segunda-feira (4), por conta da infecção, teve uma complicação após uma crise convulsiva chegando a óbito.

As internações se deram por conta do quadro de infecção de 'Rogéria'. A causa da morte foi revelada pelo Hospital Unimed-Rio: um choque séptico (septicemia ou sepse) trata-se de uma condição grave, resultante de uma infecção que se alastra pelo corpo rapidamente, afetando os órgãos do corpo podendo levar à morte.

Para entender melhor o que é um choque séptico veja o vídeo abaixo:

Um pouco sobre Astolfo, a 'atriz Rogéria'

Astolfo Barroso Pinto (atriz Rogéria) nasceu no interior do Rio de Janeiro, em Cantagalo, e se auto-intitulava "Travesti da família Brasileira". Foi maquiador da TV Rio e era tratado como o símbolo gay contra a homofobia. Para o público, Astolfo já não existia, ele era conhecido pela personagem criada e incorporada por ele mesmo: a atriz Rogéria.

'A atriz' marcou presença em diversas novelas globais. Em uma entrevista em 2013, estando com 69 anos, afirmou não ser operada e nem apoiar a operação de mudança de sexo, pois não queria ficar com apenas um 'buraco negro', ao invés de uma vagina como a de uma mulher. Ela ainda disse que nunca pensou em se tornar uma mulher realmente, embora muitos pedissem que ela fosse operada, inclusive um empresário, que lhe ofereceu uma estreia na TV espanhola.

Comentários de internautas

A internet ficou cheia de comentários sobre Rogéria. No site G1 várias pessoas deixaram suas mensagens, umas criticando e questionando suas posições, e outras elogiando a artista.

Um deles afirmou: "se ele se arrependeu de seus pecados, abandonou a homossexualidade antes de morrer e aceito a Cristo, está salvo, caso contrário é passagem direta para o inferno. Afeminados não herdarão o Reino de Deus."

"Certa vez encontrei Rogéria no Aeroporto de Brasília. Ser humano lindo! Me tratou com uma 'finesse', com uma educação, que só vendo. Grande artista.", disse outro internauta.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo