A herança deixada por Marcelo Rezende, que morreu no dia 16 passado, vítima de falência múltipla de órgãos provocada pelo câncer, poderá ficar intocada por 3 anos. Isso pode ocorrer porque, segundo tendência a ser seguida pelo juiz que cuida da herança, somente quando a filha caçula de Marcelo Rezende, Valentina, completar 18 anos é que sua herança poderá ser repartida, ou seja, em 2020. Atualmente, ela tem 15 anos e a ideia do juiz é esperar que ela possa responder por si para fazer a divisão da herança.

Mas para que o montante de R$ 12 milhões seja repartido em 2020, as partes devem estar em harmonia, todos os seus cinco filhos.

A namorada Luciana Lacerda, despejada pelos filhos da casa de Marcelo após a morte do apresentador, também pode reivindicar parte dos bens. Para ela ou para a filha, que Marcelo tratava como se fosse da sua própria família.

Filhos x namorada

Luciana foi duramente criticada por seguidor em uma rede social, que falava sobre um suposto testamento deixado por Marcelo Rezende. Esse seguidor aconselhava Luciana a pegar a sua parte e parar de fazer polêmica, ficando “na dela”.

Isso foi uma referência à entrevista dada À TV por Luciana, que respondeu. Ela disse que não existia testamento e apenas tinha cuidado de alguém que amava. Todo o resto, segundo ela, era fofoca, e estava precisando de paz para continuar.

As declarações dos filhos de Marcelo e de Luciana não costumam “bater”. Os filhos negam terem trocado as fechaduras da casa para evitar que ela entrasse, mas, sim, para ter um controle entre quem entra e quem sai da propriedade. Também houve um caso no hospital, em que Luciana fez uma gravação de vídeo, onde fica claro que ela é barrada.

Por causa disso, foi consolada por uma enfermeira. Tudo isso veio ao público no programa de TV “A Tarde é Sua”, da Rede TV. Segundo a namorada, ela não pôde nem retirar todas as suas coisas da casa, nem visitar Marcelo no dia da internação.

Repórteres abandonam Cidade Alerta

A Record divulgou que o “Cidade Alerta, que era apresentado por Marcelo Rezende, irá passar por uma reformulação radical com a morte do antigo apresentador.

Qualquer coisa que sequer faça menção ao programa antigo será completamente descartado. Isso inclui também as características “brincadeiras” que Marcelo Rezende fazia no programa. O objetivo do falecido era tirar um pouco do peso do programa. Afinal, lidava com casos de violência e também tragédia.

Em memória e respeito ao apresentador, tudo será retirado e reinventado, inclusive o trono de Percival de Souza, objeto que já fazia parte da atração e onde havia origem muitos comentários e sacadas bem-humoradas, também um traço marcante de Marcelo. A emissora, inclusive, irá trocar todos os repórteres em respeito à memória do jornalista, principalmente devido ao fato dele ser considerado insubstituível.

Mas a questão dos repórteres foi muito mais decisão deles próprios do que da emissora, pois deixaram o programa antes mesmo de qualquer posicionamento oficial. Bastou saberem da morte do apresentador. Um caso marcante foi o da jornalista Leniza Krauss, que tomou a drástica decisão de não somente deixar o programa, mas também de deixar a TV em definitivo.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!