Jornalista, apresentador e hoje vereador em Goiânia, capital de Goiás, Jorge Kajuru fez uma revelação surpreendente sobre sua vida, devido a uma grave depressão, ele tentou cometer suicídio e por pouco não conseguiu.

A declaração foi dada ao portal de notícias UOL, cuja reportagem foi publicada nesta terça-feira (31). Ele também contou sobre seus vários problemas de saúde e de quando teve vontade de matar Aécio Neves (PSDB), atualmente senador por Minas Gerais.

Depressão e tentativa de suicídio

Kajuru revelou que viveu um momento de depressão profunda, quando foi morar na casa cedida por um amigo e passava os dias trancado no quarto, sem nenhum contato com outras pessoas.

Era preciso arrombar a porta ou pular o muro para ver se estava tudo bem com ele. A mulher que preparava a sua comida tinha ordens para deixar o prato na porta do quarto e vir buscar depois. Nessa época, o jornalista ficava vários dias sem tomar banho e tinha medo de conversar com quem quer que fosse.

O momento mais dramático foi quando Kajuru estava em um hotel e tomou 50 comprimidos de Dormonid, medicamento para dormir. Ele ingeriu os remédios às 22h e os funcionários do hotel foram descobrir às 15h30 do dia seguinte.

O jornalista foi levado às pressas para um hospital em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, onde teve que passar por uma limpeza estomacal, tendo tubos colocados em seu nariz, e ainda ficou 29 nove dias internado.

“Eu queria morrer”, afirma Kajuru.

Pensou em matar Aécio Neves

Em 2004, Kajuru, que na época trabalhava na Band, fez uma entrada ao vivo do Estádio do Mineirão antes da partida Brasil x Argentina e denunciou que o então governador de Minas Gerais, Aécio Neves, e a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) tinham fechado a entrada especial para cadeirantes para que por ali passassem artistas, políticos e acompanhantes, ao todo foram mais de 10 mil convidados.

Dias depois, Kajuru foi demitido e companheiros afirmam que foi por ele ter denunciado o que ocorreu no Mineirão.

Um mês após sua demissão, Kajuru conta que foi a um bar em São Paulo e lá estava Aécio Neves. Nesse momento, o jornalista teve vontade de ir lá e cortar o pescoço do ex-governador ou dar uma facada, mas que agradece a Deus por não ter feito.

Problemas de saúde

Por causa da diabetes, Kajuru teve que passar por uma cirurgia, mas novos problemas surgiram em decorrência dela. O jornalista perdeu quase 70 kg, perdeu a visão de um olho e o outro ficou com apenas 10% de visão e ainda contraiu uma bactéria perigosa.

De 128 kg, Kajuru passou a pesar 62 kg e tinha dificuldades para andar, pois se sentia muito debilitado. Segundo ele, sua vida sexual também ficou abalada e só foi resolvida quando ele colocou uma prótese peniana.

Não perca a nossa página no Facebook!