Desde quando surgiram as acusações de assédio contra o roteirista e diretor James Toback, os relatos não pararam de se multiplicar. Isso semanas depois de eclodir outro escândalo do mesmo segmento envolvendo o produtor Harvey Weinstein. Os números de acusações impressionam e chamam a atenção não só dos americanos, como também de indivíduos de outros lugares do mundo.

Embora o Toback seja menos conhecido do que Harvey Weinstein, teve uma carreira bem sucedia em Hollywood. Ele é muito respeitado como roteirista e diretor de nove filmes. Até um seguidor dele o elogiou pela originalidade e personagens exagerados e profundamente imperfeitos.

Mas, desde que Hollywood entrou em chamas, a indústria cinematográfica não é mais a mesma.

Escândalo em Hollywood

Muitas das mulheres alegam que ele as encontrou nas ruas de Nova York e prometeu o estrelato a elas. Nas reuniões subsequentes ocorreriam os abusos. Ele é diretor de filmes como "O Rei da Paquera", de 1987, e o "Garoto de Harvard", de 2001.

Neste domingo (22), em uma reportagem publicada pelo jornal "Los Angeles Times", o poderoso James Toback é acusado de ter cometido assédio por 38 mulheres, porém ele nega as acusações. De acordo com a reportagem, o diretor teria aproveitado seu status na indústria cinematográfica para marcar entrevistas e reuniões com intenções pervertidas. O público alvo dele era mulheres jovens que almejavam ingressar no mundo do cinema.

Outro escândalo que eclodiu em Hollywood foram as acusações de assédio contra Harvey Weinstein

Segundo informações, os abusos por Harvey Weinstein teriam ocorrido no decorrer das últimas três décadas. Os relatos são de que o produtor usava também usava sua influência para atrair mulheres jovens. As situações eram abusivas e muitas vezes com o apoio da sua equipe.

Após as revelações, ele acabou sendo demitido de sua própria produtora. Weinstein admitiu que o seu comportamento causou "muita dor", mas disse que muitas das causações contra ele são "falsas". Os acontecimentos ainda estão em andamento, não sendo possível ainda mensurar os seus estragos.

Produtor se interna em clínica e afirma: "Todos nós cometemos erros"

Após as acusações de abuso feitas por mais de 30 atrizes, as informações que circulam é de que o poderoso produtor Harvey Weinstein se internou em uma clínica de luxo para fazer um tratamento. O produtor não é muito conhecido pelos brasileiros, pois ele trabalha por trás das câmeras, mas se trata de um homem poderosíssimo na indústria do cinema americano.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!