Famosa nos anos 1990, há muitos anos a apresentadora Márcia Goldschmidt está afastada da televisão brasileira. Vivendo com a família em Portugal, ela divide-se entre o cuidado das filhas gêmeas (geradas através de uma fertilização in vitro) e a rotina como dona de casa. Márcia deu à luz as gêmeas Yanne e Vitória e atualmente vive exclusivamente para cuidar da família. Devido a um problema grave de saúde, as bebês nasceram com 6 meses de gestação e precisaram estar internadas em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) neonatal por pelo menos 3 meses.

Em entrevista ao programa balanço geral, da TV Record, Márcia contou detalhes do ocorrido. A ex-apresentadora disse que suas gêmeas nasceram prematuras de seis meses e que isso ocorreu em decorrência de uma pré-eclâmpsia que sofreu na gravidez. Por causa deste problema médico, o parto de Márcia necessitou ser antecipado e as gêmeas ficaram em uma UTI.

Além disso, também detalhou o problema médico pelo qual passou uma das gêmeas. Márcia disse que a gêmea Yanne não necessitou de um transplante porque sua gravidez havia sido tardia.

O mesmo não teria ocorrido com Vitória, que não demonstrou problemas de saúde após o parto.

Porém, a filha precisou ser submetida a um transplante emergencial porque teria sido, segundo Márcia, infectada no hospital. A infecção e o diagnóstico tardio fizeram com que a bebê perdesse completamente o fígado como consequência de uma violenta cirrose.

Márcia afirmou estar processando o hospital de Portugal e também acrescentou que uma pessoa com sua personalidade não poderia se comportar de forma diferente.

A ex-apresentadora da TV Bandeirantes acredita que seria muito falso de sua parte não fazer nada, visto que sempre motivou as pessoas a buscarem seus direitos.

Uma história de novela

Márcia relatou também que seu filho mais velho, de 23 anos, doou parte de seu fígado para que a irmã pudesse sobreviver. Após a doação, o fígado de James se regenerou completamente e o rapaz já pode viver uma vida normal.

Conhecida por seu passado como apresentadora, com passagem por diversos canais de TV, como Band e SBT, Márcia também falou sobre sua rotina em Portugal.

Ela disse que atualmente é uma dona de casa e que trabalhou praticamente toda a sua vida para outras donas de casa. A ex-apresentadora disse que sempre valorizou o papel doméstico da mulher e que agora vivencia essa profissão no dia a dia.

Ainda segundo ela, esta é a profissão mais ingrata do mundo, visto que não há qualquer tipo de reconhecimento por ser um trabalho interminável. No programa, Márcia declarou que acredita que as donas de casa são as verdadeiras heroínas.

Um passado marcante

Durante a entrevista, a polêmica ex-apresentadora também comentou sobre o seu turbulento passado e também a respeito da fama que passou a ter ao longo do tempo.

Márcia lembrou que foi a pioneira no formato de programa de televisão que apresentou e que pagou um preço muito alto por ter sido a primeira. A apresentadora relata que por muito tempo precisou ouvir de pessoas estranhas que ela era “uma barraqueira” e que isso a fazia muito mal. Após a experiência, Goldschmidt afirmou que passou a ser aceita, mas que neste estágio já se encontrava completamente intimidada, com vontade de não voltar mais a se expor.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo