Na última semana, os chefs enfrentaram uma das maiores dificuldades da competição: fazer uma escultura de chocolate. Para isso, receberam a visita do chocolatier Alê Costa da Cacau Show. E Mirna, uma das mais fortes candidatas, deixou o programa. A dificuldade da competição só aumenta e, nesta terça-feira (10), eles tiveram que enfrentar uma prova com três espécies de peixe.

Publicidade
Publicidade

A competição ainda conta com nove cozinheiros, dentre eles, o experiente e ardiloso Francisco, a talentosa Raíssa e o jovem Ravi, que são os participantes que mais chamam a atenção do público. Outro competidor que está sendo bastante comentado é o mineiro Clésio, com seu sotaque acentuado. O público acredita que o sotaque dele é forçado, assim como a mania de chamar Francisco de 'Paizão' o tempo todo.

Visista de chef Jun Sakamoto deixa os chefs apavorados

Na noite desta última terça-feira (10), os chefs enfrentaram um grande desafio proposto pelo chef Jun Sakamoto.

Competidores escolhem produtos difíceis e prejudicam colegas
Competidores escolhem produtos difíceis e prejudicam colegas

O desafio era limpar e preparar três peixes diferentes em quatro etapas, explicadas pelo chef. Foram quatro provas de 20 minutos cada. Na primeira, eles limparam e porcionaram três peixes: um salmão, um linguado e um peixe-boi. Nas seguintes, prepararam o linguado grelhado, o peixe-boi ensopado e o salmão unilateral. Para ficar mais fácil ou difícil, os participantes foram divididos em três trios. A divisão foi feita da seguinte maneira:

  • Raíssa, Pablo e o capitão Ravi.
  • Francisco, Irina e o capitão Clésio.
  • Lubyanca, Angélica e a capitã Monique.

Vencedores da prova dos peixes se livram da eliminação

Durante a prova, as equipes limparam, cortaram e prepararam os peixes.

Publicidade

O trio que ganhou a prova foi Francisco, Irina e o capitão Clésio. Com isso, eles foram para o mezanino e ainda tiveram a oportunidade de atrapalhar seus companheiros de competição.

A prova de eliminação parecia ‘pegadinha’, pois os competidores podiam fazer qualquer prato original, com um pequeno detalhe: eles tiveram que colocar um tempero incomum e inusitado, que foi escolhido pelo time vencedor. Clésio deu para Ravi o tempero anjonka e, para Angélica, o cominho.

Irina premiou as amigas Raíssa e Monique com lavanda e alcaçuz, respectivamente. Francisco deu para Lubyanca um dos ingredientes mais fáceis, o cumaru e, para Pablo, o cardamomo negro.

Os pontos positivos e negativos da noite

O chef Pablo conquistou o seu primeiro destaque positivo e foi para o mezanino, acompanhado de Monique, Raíssa e Lubyanca. Já seu colega Ravi e a chef Angélica não tiveram a mesma sorte, e a especialista em gastronomia molecular Angélica deixou a competição do ‘Masterchef Profissionais’.

Leia tudo