Com uma nova maneira de fazer humor, assumindo a vice-liderança de audiência nos canais pagos do Rio de Janeiro e com um enorme sucesso durante os episódios de estreia exibidos no canal Multishow, Xilindró vem preparando a sua segunda temporada. O programa e o humor tem emplacado o segundo lugar entre o público jovem dos 15 aos 35 anos de idade.

Com uma identidade diferente, o programa traz uma grande atualização aos programas de humor da televisão brasileira, fugindo do comum. Com textos mais simples e trapalhadas inocentes dentro do Xilindró, um presídio de segurança mínima que mais parece um parque de diversões devido os personagens icônicos.

Na próxima segunda-feira (9), às 22h, acontece a estreia da segunda temporada do programa, que tem feito enorme sucesso e conquistado milhares de fãs no Brasil pela irreverência e a coragem em tratar de assuntos polêmicos da realidade atual no país. Além do tabu da homossexualidade, comum em presídios brasileiros, Xilindró aborda também o fato de ter políticos presos, como é caso do personagem Lourival, conhecido por sua malandragem.

O já conhecido elenco enxuto foi mantido nesta segunda temporada.

Destaque para a personagem Xuxeta, interpretada pelo ator mineiro Lindsay Paulino. que foi ganhando destaque em sua atuação no Treme Treme, outra atração do canal Multishow, onde o diretor Pedro Antônio fez um primeiro contato, dizendo que o ator deveria fazer o papel de uma travesti preso em uma cadeia. O sucesso do programa e da personagem mostram que foi um ótimo conselho.

No primeiro episódio da nova temporada, o detento peruano Time Tiurri (interpretado pelo ator Caike Luna), preocupado com os novos acontecimentos que vem ocorrendo, acende uma vela para Nossa Senhora da Querupita.

Todos estão felizes e cantando, relembram suas próprias características e alguns acontecimentos da primeira temporada como em um clipe. Quando o atrapalhado Time levanta para cantar, esbarra na vela e começa um incêndio, que atinge em cheio as três celas principais. Depois de muito medo, pânico e correria na cadeia, eles são obrigados a ir para o pavilhão rosa, passar uma semana na cela de Xuxeta, mais conhecida como a Beyoncé do pavilhão, onde mora com mais cinco travestis.

A nova etapa do humorístico contará com 20 episódios inéditos, com direção de Claudia Alvez, direção geral de Pedro Antônio Paes e produção da agência Formata Produções Artísticas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo