Um ator, de 47 anos, está sendo acusado de ter estuprado uma camareira e de tentar abusar de uma assistente de figurino durante o intervalo das filmagens do “A Volta”, ocorrida na cidade de Sorocaba, no interior de São Paulo. O acusado se defendeu, dizendo que foi consensual. A Polícia Civil da cidade está investigando o caso.

Um inquérito policial foi aberto para apurar as denúncias e no domingo (26) foi elaborado um boletim de ocorrência. As mulheres, que não tiveram as identidades divulgadas, estiveram nesta terça-feira (28), na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), para fazer uma representação contra o acusado.

Publicidade

A vítima fez examine de corpo de delito e nos próximos dias sairá o resultado.

De acordo com o depoimento das mulheres, o abuso ocorreu no quarto do hotel onde elas estavam hospedadas. O ator teria ido até o quarto da camareira e abusado sexualmente dela. Mais tarde, ele voltou ao local e tentou abuso contra a assistente de figurino, que conseguiu se esquivar e expulsar o invasor. A polícia busca saber como ele chegou até o quarto.

Em sua defesa, o ator admitiu ter ser relacionado com a mulher, mas disse que havia sido autorizado por ela a entrar no quarto, que inclusive teria deixado a chave na portaria.

“Como alguém conseguiria entrar no quarto?", questionou. Ele explicou ainda que no dia dos fatos, houve uma festa para comemorar o dia de gravação em Sorocaba, e que durante a celebração ele tinha combinado com a camareira de ficar com outra mulher no quarto em que ela estava, porém ao chegar lá, encontrou apenas a camareira.

Com relação ao fato de ter retornado ao local, quando teria acontecido a tentativa de abuso contra a figurinista, o acusado disse apenas que voltou para devolver a chave. “Eu deixei a chave com ela e fui embora.

Publicidade

Não houve nada”, disse ao portal G1.

Mesmo que seja verdade o fato dele ter sido autorizado a entrar no quarto, o ator deverá ter problemas. “Independente de como ele chegou lá dentro, é o fato que conta”, disse a delegada Ana Luiza Salomone, em entrevista também ao portal G1.

O hotel onde ocorreram os fatos informou que todas as informações foram passadas à polícia e que não irá se pronunciar sobre o assunto.

As filmagens do longa “A Volta” foram realizadas teve alguns cenas gravadas no bairro Wanel Ville, em Sorocaba e na garagem de um condomínio residencial.

Com roteiro e direção de Ronaldo Uzeda e chegará às salas de cinema em 2018.