As moças eram torturadas com punições físicas, não podiam se alimentar adequadamente para que continuassem magras e tinham a pele marcada como gado, para lembrarem que pertenciam a algo que não poderiam abandonar (foto na galeria). Esses são alguns dos maus-tratos sofridos por dezenas de moças, conforme informações do jornal inglês 'The Sun'.

Em 17 de outubro, outro jornal importante, o 'The New York Times' citou as mesmas práticas ao revelar uma seita dedicada ao culto da escravidão sexual.

A revelação foi feita por Frank Parlato, um antigo porta-voz do grupo de autoajuda conhecido pela sigla NXIVM. A organização fundada por Keith Raniere se apresenta com o objetivo de oferecer aulas e palestras sobre caminhos alternativos de vida, mas investigações do FBI apontaram que esse seria um esquema de fachada para o cometimento de crimes sexuais. Membros que contribuíssem com grandes quantias em dinheiro teriam acesso ilimitado a centenas de mulheres escravas sexuais do próprio Raniere.

O acesso seria através da seita nomeada de DOS, diretamente ligada ao programa de autoajuda promovido por Keith Raniere.

Apenas membros leais podem se juntar ao DOS que, de acordo com o relato de Frank Parlato ao 'The Sun', tem como principal líder a atriz Allison Mack, que foi estrela teen no seriado “Smallville”.

Mack, de 35 anos, seria diretamente ligada ao líder Keith Raniere e teria a posse de parte das escravas sexuais.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos

As moças seriam atraídas pelo discurso da autoajuda e promessas de acesso a produtores de cinema e TV e também teriam a responsabilidade de recrutar outras mulheres para o culto. Todas eram marcadas na pele com as iniciais de Allison Mack e Keith Raniere e quem falhava em cumprir as metas de recrutamento era punida com castigos físicos, restrição alimentar por 12 horas e era forçada a correr até 64 quilômetros por semana.

As participantes eram submetidas a torturas mentais e forçadas a revelar segredos íntimos que seriam usados como chantagem para mantê-las fiéis ao culto e a seu mestre.

A atriz Allison Mack, duas vezes vencedora do prêmio Teen Choice Awards, ainda não se pronunciou sobre a acusação. Ela teria recrutado sozinha 25 mulheres para o culto e rapidamente se tornou braço direito de Raniere. A sigla DOS é, nas palavras de Frank Parlato, um acrônimo das palavras em latim “dominus obsequious sororium”, que na tradução livre significaria “mestre de mulheres escravas”.

O FBI e a polícia de Nova York investigam as ações de Frank Parlato e Keith Raniere para apurar os detalhes da denúncia. Entre as escravas estaria a socialite India Oxenberg, filha de Catherine Oxenberg (atriz da série 'Dynasty'), que foi aos procuradores do estado de Nova York com novas acusações contra Raniere. Frank Parlato declarou ao 'The Sun' que Allison Mack é, ao mesmo tempo, vítima e criminosa: “Ela é vítima por ter sofrido lavagem cerebral por Raniere e ela também é escrava dele”, afirmou.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo