Um nova informação está afirmando que Angelina Jolie quer se reconciliar com Brad Pitt, mas seu marido separado não está nada virado para isso. Angelina Jolie, de 42 anos, e Brad Pitt, de 53, estão realmente separados, apesar do divórcio ainda não estar oficializado. No entanto, Angelina gostaria de consertar as coisas com o marido, mas Brad não está mudando e não quer voltar atrás, de acordo com a revista Life & Style.

"Ela está em lágrimas por o perder", disse uma fonte à revista.

Supostamente, Angelina disse a alguns amigos próximos: "Cometi o erro de uma vida". Mas, se a atriz ainda está tão chegada a seu ex, parece que o sentimento não é mútuo. "Brad sente que muito dano já foi feito e ela o atormentou por muito tempo para ele considerar voltar para ela", disse a fonte, antes de concluir, com firmeza: "Ele não confia mais nela".

Brad e Angelina estavam juntos há 12 anos, e casados há dois, antes da atriz americana pedir o divórcio em setembro de 2016. Seu divórcio ainda não foi finalizado, o que deixa os fãs do casal acreditando que ainda há uma chance de reconciliação, mas parece que isso não é assim tão provável, porque Brad não consegue confiar mais em Angelina. A separação indefinida provavelmente impactou mais os seis filhos do ex-casal, até porque as crianças já assumiram que desejavam passar mais tempo com pai e mãe, juntos, o que nunca acontece, desde a separação.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Relacionamento

O casal teve seis filhos juntos: Maddox, 16, Pax, 13, Zahara, 12, Shiloh, 11 e os gêmeos Vivienne e Knox, 9, sendo que os três mais velhos foram adotados e os três mais novos são biolôgicos. De acordo com uma fonte do site HollywoodLife.com, eles gostariam de passar as próximas férias de Natal com ambos os pais, o que não é provável de acontecer.

O casal ainda não finalizou seu divórcio, e isso poderia estar acontecendo, por eles serem os dois incrivelmente ocupados.

A atriz de 'Tomb Raider' abordou recentemente o tema do abuso sexual, de uma forma muito emocionada, quando deu um poderoso discurso de abertura antes da Conferência Ministerial da Defesa da Paz da ONU, em Vancouver, no dia 15 de novembro. "Muitas vezes, esse tipo de crimes contra as mulheres são rejeitados, retratados como uma ofensa menor por alguém que não pode se controlar, como uma doença ou como uma espécie de necessidade exagerada", disse Angelina.

"Mas um homem que maltrata as mulheres não é exagerado. Ele é abusivo".

Angelina é muito ativa com relação aos direitos humanos e esse é o tipo de discurso mais emocionado em que a bonita atriz tanto se envolve. Pessoas mais frágeis, como os pobres, crianças fragilizadas e mulheres abusadas estão no foco das atenções da comissária da ONU.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo