Continua o escândalo de #Abusos e estupros em #Hollywood. Agora, o novo alvo é o ator Charlie Sheen, bem conhecido por estrelar o seriado Two and Half Man (Dois Homens e Meio) durante vários anos. Supostamente, o famoso ator teria estuprado Corey Haim, quando ele tinha somente 13 anos e eles estavam gravando juntos. As afirmações chocantes chegam de um amigo de Corey, Dominick Brasci, também um ex-ator.

Dominick Brascia está afirmando que Charlie Sheen é um molestador de crianças, que atacou Corey Haim quando ele era apenas um jovem adolescente. "Haim me disse que ele teve relações com Sheen, quando eles filmaram Lucas", disse Dominick à revista norte-americana National Enquirer.

No momento desse filme, Charlie tinha 19 anos e Corey, 13 anos. "Ele me disse que eles fumaram maconha e tiveram relações íntimas. Haim disse que depois que isso aconteceu, Sheen ficou muito frio e o rejeitou. Quando Corey quis se encontrar novamente com ele, Charlie não estava interessado", contou Dominick.

Corey supostamente disse a Dominick que ele e Charlie se envolveram novamente quando ele tinha 20 anos, mas o ator mais velho já não estava assim tão interessado. Apesar de Dominick ter sido a única pessoa em avançar com as alegações contra Sheen, a National Enquirer afirma que existem mais de 100 outras pessoas que disseram que Corey lhes confirmou que Charlie era o "molestador de Hollywood" que havia abusado dele.

Alegações contra Sheen não são inéditas

Em 2013, Corey Feldman publicou um livro de memórias, no qual ele detalhava o suposto abuso que ele e Haim enfrentaram, enquanto gravaram Lucas, o que coincide com as próprias alegações de Dominick.

Ele também afirma que estava com Corey em um restaurante uma vez, quando Charlie se aproximou deles e, mais tarde, supostamente disse a Dominick sobre Corey: "Eu simplesmente não gosto desse idiota. Eu odeio esse idiota. Tire ele daqui. Ele é um idiota."

Enquanto isso, várias pessoas da equipe e elenco do filme Lucas, que não quiseram ser identificadas, também afirmam que Charlie alegadamente se relacionou com algumas mulheres, a maioria dos quais menores de 18 anos, enquanto estavam no set do filme. Uma das garotas confirmou para a revista que eles se beijaram no banheiro e que ele queria ter relações com ela.

Uma outra pessoa do filme, Trevor Peet, que trabalhou com supostas vítimas durante as gravações, também comentou o caso. "As pessoas falavam. Algumas das meninas iam com ele para seu quarto do hotel", disse Trevor, dizendo que era nesse momento que ele lhes pedia relações.

O representante legal de Charlie Sheen ainda não comentou o caso, enquanto que os representantes de Dominick estão conscientes que "sem fatos, tudo isso não vai passar de especulação", sugerindo que nada vai acontecer com o famoso ator.

#estuprar