A campeã do Big Brother Brasil 2017 está viajando e parou na capital da França, Paris. Em uma noite, Emilly Araújo e Mayla entraram em um restaurante para se alimentarem. O local era luxuoso e tinha alimentos de primeira linha. Após se saciarem com a alimentação, a gêmea teve uma ideia: separar o que sobrou em uma embalagem e sair às ruas à procura de alguém para entregar.

Publicidade
Publicidade

Emilly e Mayla encontraram um homem faminto na rua e deram o resto de sua comida para ele. A gaúcha contou em suas redes sociais que não suportou o momento e acabou chorando, indo aos prantos ao ver uma pessoa faminta sendo alimentada por causa dela.

Emilly ainda disse para os seus fãs que façam o mesmo quando forem se alimentar em algum restaurante e sobrar: “Toda vez que vocês forem em restaurante e sobrarem coisas boas peçam para embalar e levem.

Emilly chora, após dar sobras de comida para mendigo
Emilly chora, após dar sobras de comida para mendigo

Alguém na rua pode estar precisando”, disse a gêmea, empolgada e com o rosto bastante emocionado depois da atitude que fez em levar o resto da comida do restaurante para o mendigo na França.

Emilly diz que sempre fez isso no Brasil

Em seguida, Emilly, que geralmente é vista como alguém que sempre se envolve em polêmicas nas redes sociais e em eventos de famosos, disse que já faz esse tipo de atitude há muito tempo com a sua irmã: “Eu e a mana fazemos isso há muito tempo”, revelou a campeã do BBB 17 – denunciada por Marcos Harter por supostamente ter feito uma negociação com a Globo para tirá-lo do programa em troca da vitória.

Publicidade

Emilly disse que quando vai para algum restaurante e termina de se alimentar, no Rio Grande do Sul ou no Rio de Janeiro, sempre pede para que as pessoas embalem os restos da comida e elas saem às ruas em busca de alguém que esteja passando fome, para entregar o alimento.

Emilly e Mayla, com medo das possíveis críticas que poderiam vir das redes sociais, disseram que não veem problema nisso, pois, de acordo com as duas, o alimento quando é embalado não está estragado e ainda não tinha sido tocado por elas.

O senhor que recebeu o alimento nas ruas de Paris pegou nas mãos das gêmeas e beijou em cada uma. A atitude fez cair lágrimas dos olhos de Emilly, que depois disse que estava feliz ao ver que conseguiu tirar a fome de alguém necessitado.

“Ele veio beijar a minha mão também”, disse a gêmea. A gaúcha disse que se sentiu muito bem depois que fez a atitude e confessou que não custa nada fazer um ato como esse, pois, dessa forma, só vai ajudar a tirar uma dor que milhares de pessoas passam todos os dias, a de sentir fome.

Publicidade

Ainda não se sabe quando as gêmeas voltam para o Brasil, mas os seguidores adoraram a atitude das duas e as elogiaram nas redes sociais.

Leia tudo