Anúncio
Anúncio

Desde que deixou o seu talk-show na Globo, o apresentador, humorista, ator, escritor e diretor, Jô Soares, sumiu da televisão e não teve seu contrato renovado com a emissora e inclusive, está fora da vinheta de natal deste ano. Em seu lugar ficou o jornalista e ex-apresentador do Big Brother Brasil, Pedro Bial. Nos bastidores da Globo e nas rodas de conversas dos amigos em comum, sempre houve comentários de que Jô estaria magoado com Bial e muito chateado com a emissora e nunca foi possível saber a veracidade desses fatos, mas nesta quinta-feira (23) as diferenças entre os dois apresentadores serão acertadas.

Jô Soares será o entrevistado de Pedro Bial e deixará claro sua gratidão pelo convite para a entrevista no "Papo com Bial" e também esclarecerá de uma vez por todas que não tem mágoas do seu substituto. O motivo da participação de Jô no programa é o lançamento de sua biografia, onde conta histórias emocionantes de sua vida, falando da infância e dos amigos conquistados ao longo de muitos anos na TV, teatro e literatura. O encontro foi marcado por momentos de grande emoção. Em um desses momentos, ele ficou muito emocionado e caiu no choro quando falou do filho Rafael, que morreu aos 50 anos de idade.

Anúncio

O apresentador se emocionou poucas vezes quando esteve no ar e uma delas foi na despedida de seu talk-show, o "Programa do Jô", em 2016. Na ocasião, ele chorou ao falar do amigo Roberto Carlos que estava ao seu lado. Ainda não existe nenhum projeto para Jô Soares na Globo, mas a emissora afirmou que pretende renovar seu contrato em 2018.

A reinvenção de Jô Soares e o talk-show no Brasil

Jô Soares tem uma carreira que serve de inspiração para todos que desejam trilhar o caminho da televisão. Ele estreou na TV em 1958 na TV Rio nos programas “Noite de Gala” e “TV Mistério”, este último ao lado de Tônia Carrero ePaulo Autran.

Anúncio

Pouco tempo depois passou a escrever e atuar em programas humorísticos na extinta TV Continental, além de participar do “Grande Teatro” da TV Tupi, também ao lado de grandes estrelas como Fernanda Montenegro e Sérgio Brito.

A partir de 1961 Jô Soares foi para a TV Record, onde ficou até a 1970. Na emissora, ele atuou como comediante e escreveu diversos programas como a “Praça da Alegria”, por exemplo. Mas foi em março de 1967, que Jô Soares conheceu o grande sucesso ao estrear em um dos maiores sucessos da televisão brasileira de todos os tempos, a “Família Trapo”.

O sitcom foi exibido todos os domingos até 1971. O programa era roteirizado por ele e Carlos Alberto Nóbrega e tinha no elenco nomes como Otelo Zeloni, Renata Fronz e Ronald Golias. Algum tempo depois, Jô Soares também passou a fazer parte do elenco no papel do mordomo.

Em 1970 ele estreou na Globo, onde participou de vários programas, entre eles, o grande sucesso "Viva o Gordo". Depois de 17 anos na emissora foi para o SBT onde estreou o primeiro talk-show brasileiro, o "Jô Soares Onze e Meia".

Anúncio

Anos mais tarde voltou para a Globo onde permaneceu até 2016 com o "Programa do Jô".