Publicidade
Publicidade

A cantora Luiza Possi é um dos nomes mais conhecidos da música brasileira. O seu sucesso realmente chama a atenção e não é para menos. Ao longo de toda a sua trajetória, Possi conseguiu cativar grandes públicos. O que poucos sabem é que a grande cantora passou por um momento bastante complicado em sua vida, como lembrou nesta sexta-feira (17) o site TV Foco. Luiza lutou contra uma doença conhecida, comum, mas ao mesmo tempo bastante importante, a depressão. O mal mata muitas pessoas todos os anos no mundo.

Publicidade

Um dos motivos para tanto é que, muitas vezes, as pessoas não levam a sério os sintomas da doença.

Luiza Possi ficou mais gorda e teve que lutar contra forte depressão: 'Fui ladeira abaixo'

Luiza é uma verdadeira queridinha da música brasileira. Ela conversou com a revista Época, quando deu detalhes sobre o mal que enfrentou. Na ocasião em que enfrentava o mal, Luiza chegou a engordar pelo menos 20 kg. Isso fez com que sua batalha para sair do caos fosse mais difícil. A cantora, que é filha de outra grande voz brasileira, Zizi Possi, revelou que foi ladeira abaixo ao passar pela triste situação. O peso da profissional da dramaturgia foi apenas aumentando e passar por isso, certamente, não foi uma tarefa das mais fáceis.

Luiza Possi expõe dificuldades após lutar contra forte doença mental

Hoje a cantora está bem mais magra e se cuida para evitar que o peso volte a subir de novo, não apenas por questões de estética, mas também por saúde. Luiza conta que para vencer o mal, precisou tomar muito remédio. Até mesmo uma amiga teve que ir morar com ela nesse período, a fim de que houvesse a certeza de que a artista não faria nada muito temerário. Possi contou que a sua família já tem um histórico sobre a doença e que a própria mãe, a cantora Zizi, já tinha passado por uma forte depressão.

Publicidade

Dessa forma, a loira que frequenta programas como o de Fátima Bernardes, cuidou-se da melhor forma possível.

A fase complicada coincidiu com o fim de seu relacionamento com o ator Pedro Neschling. “Me vi sozinha no Rio, longe da minha família. As portas de trabalho todas se fecharam", disse ela, que contou na sequência que tudo teve que ser resolvido de maneira solitária. Apesar disso, a cantora garante que ficou mais forte após vencer essa grande batalha em sua vida.

Contra pensamento suicidas ou tristes, entre em contato com o CVV.

O telefone é gratuito. Basta ligar para o 141 de qualquer lugar do território nacional.