O apresentador da TV Globo, mais especificamente do Jornal Nacional, William Bonner, publicou uma mensagem comovente sobre os caminhos encontrados para aceitar a morte de seu pai, que faleceu no final do ano passado. O jornalista resolveu homenagear seu pai usando um objeto que simbolizava os últimos momentos dele: um par de sapatos.

No seu relato, Bonner escreveu que todo sábado se dirigia à casa de seus pais para almoçar com eles. Pegava a estrada às seis da manhã e usava os sapatos que eram do velho.

Publicidade

O pai do jornalista tinha um mieloma, que era um câncer de gravidade baixa, que pega, geralmente, pessoas dessa idade. Um dos motivos de aparecer esse tipo de doença é em decorrência de remédios ou até mesmo apenas pela idade avançada.

Bonner disse que seu pai vivia num universo infantil. Chorava por qualquer coisa, não compreendia muito as coisas que estavam a sua volta e vivia repetindo afazeres, além de dizer coisas sem sentido.

O apresentador da Globo disse que seu pai perguntava várias vezes sobre um certo assunto e toda vez que eram dadas as respostas, seu pai demonstrava estar surpreso com o que ouvia. A sensação era de ouvir algo extraordinário, sendo que eram coisas comuns e repetitivas.

Insistência

Um dos fatos comentados pelo jornalista, é que não adiantava teimar com seu pai. Se ele falava tal coisa, a família tinha que concordar. Num dos diálogos lembrados por Bonner, seu pai perguntou para ele quanto tempo faz que os sapatos não são engraxados. O apresentador respondeu que os sapatos são foscos e não precisam de graxa. O pai rebateu dizendo que aquilo era um vexame e que os sapatos deveriam ser engraxados sim e pedia para dar para ele, que daria um trato.

Bonner entregava os sapatos que eram limpos com um pano úmido.

Publicidade

Depois, ele secava e lustrava com com uma escova marrom cheio de cera. Essa escova era usada por ele por mais de 40 anos.

O pai do jornalista lustrava o que não tinha mais brilho.

Reencontro

William Bonner já não usava os sapatos por 11 meses, após o falecimento de seu pai. Porém, ele contou o "reencontro" que teve com o objeto, depois desse tempo.

Bonner afirmou ter guardado os sapatos em um bom local, mas que ele não pudesse ver para que não trouxesse lembranças de seu pai, o que o deixaria muito triste.

Foi quase um ano fugindo desses sapatos, disse o apresentador.

Ele comentou que nesta manhã, os sapatos apareceram para ele no fundo da prateleira e ele resolveu colocá-los. O jornalista disse que nunca os sentiu tão confortáveis como no dia de hoje.