Morreu nesta terça-feira (7) o ator, dublador e humorista Paulo Celestino Filho, conhecido do grande público como o dublador da voz do Cavaleiro de Ouro Máscara da Morte de Câncer no desenho animado “Os Cavaleiros do Zodíaco” (‘’Saint Seiya’’), exibido no Brasil pela primeira vez em 1994, na extinta TV Manchete.

Filho do também comediante Paulo Celestino, que teve uma longa trajetória artística, Paulo Celestino Filho trabalhou também como ator em séries, Novelas, programas de humor e também foi jurado no Programa Silvio Santos, no SBT. Na televisão começou atuando no humorístico “Viva o Gordo” (1981), estrelado por Jô Soares.

Também atuou em novelas como “Hipertensão” (TV Globo, 1986), “Antônio Alves, Taxista” (SBT, 1996) e na minissérie “Irmã Catarina” (1996), produzida pela Rede CNT. Também atuou em alguns episódios do programa “Você Decide”.

No cinema fez um único filme, “Lídia e Seu Primeiro Amante” (1984), onde contracenou com seu pai e com a atriz Monique Lafond. Em ‘’Cavaleiros do Zodíaco’’, o ator começo dublando personagens coadjuvantes Ohko, Leda e Jango, até se destacar como a voz do Cavaleiro de Ouro Máscara da Morte de Câncer, um dos mais cruéis e sanguinários das 12 Casas do Santuário.

Além de dublar o clássico da animação japonesa, o ator continuou dublando personagens das séries derivadas do desenho, tanto que em 2018 deve estrear um novo anime de “Cavaleiros do Zodíaco” ainda com a voz do ator. Paulo Celestino Filho também emprestou a sua voz para grandes astros de Hollywood, dublando Al Pacino em “As Duas Faces da Lei” (Righteous Kill, 1998) e em “Insônia” (Insomnia, 2002) e Morgan Freeman no filme “Um Sonho de Liberdade” (The Shawshank Redemption, 1994).

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Novelas

Também dublou o desenho do elefante “Babar”, exibido na década de 1990 pela TV Cultura.

Atualmente, o ator trabalhava como diretor de dublagem, sendo responsável pela direção de dublagens de séries como “Revenge”, “Once Upon a Time” e ”Scandal”, todas exibidas pelo canal Sony no Brasil.

Há um mês, o ator havia sofrido um acidente no estúdio da Dublavideo, onde bateu a cabeça e desmaiou. Ele havia tido alta do hospital, mas passou mal novamente em casa e voltou a ser internado na Santa Casa de Misericórdia, em São Paulo.

O ator morreu de uma parada cardiorrespiratória aos 59 anos de idade.

Veja Bruno Giordano, Cláudia Raia, Paulo Celestino Filho e Karina Cooper na peça teatral “Gatão de Estimação” (1985):

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo