Nicki Minaj visitou seu irmão na prisão pela primeira vez desde que ele foi condenado por violação infantil. Supostamente, a rapper só foi para apoiar sua mãe Carol, de acordo com o site norte-americano TMZ. Na semana passada, Jelani Maraj foi considerado culpado de estuprar repetidamente sua enteada, de 11 anos, enquanto a mãe da menina estava no trabalho.

Publicidade
Publicidade

Enquanto Nicki cortou os laços com seu irmão desde o veredicto, ela teria feito a exceção para fazer a viagem à prisão, no condado de Nassau, porque sua mãe queria que sua companhia. Foi também a primeira vez que Carol viu seu filho, de 38 anos, desde a sentença. Jelani poderá enfrentar uma penas de até 25 anos de prisão quando a sentença for divulgada no próximo mês, embora seu advogado planeje recorrer.

O irmão de Nicki foi condenado por agressão predatória a uma criança e estupro.

Nicki Minaj sempre foi próxima do irmão, mas caso abalou
Nicki Minaj sempre foi próxima do irmão, mas caso abalou

Na conclusão do julgamento na semana passada, Maraj foi levado algemado para fora do Tribunal do Condado de Nassau. Depois, foi transferido para a prisão do condado, onde o juiz presidente ordenou que ele fique mantido sem fiança até sua audiência de sentença, relatou o jornal Newsday.

Os advogados de Maraj disseram durante um julgamento de quase um mês que as alegações de estupro foram inventadas pela mãe da menina como parte de um esquema para que a milionária Nicki Minaj pagasse à família 25 milhões de dólares (R$ 82,8 milhões).

Publicidade

Ao encerrar os argumentos, a advogada assistente do condado de Nassau, Emma Slane, considerou essa afirmação de "absurdo absoluto".

A menina, agora com 14 anos, falou detalhadamente sobre os Abusos que disse que ocorreram quatro vezes por semana e às vezes duas vezes por dia, principalmente quando Maraj estava sozinho com ela. O promotor disse que as provas de DNA recuperadas nas calças do pijama da menina estavam ligadas a Maraj. O irmão mais novo da menina também testemunhou no julgamento, após ele ter assistido a um dos estupros.

A promotora disse aos jurados que cabe a eles determinarem se o testemunho dos dois filhos era credível. "Para que mentir? Este não é um show da Broadway. É a vida real, com consequências da vida real", disse a promotora Emma Slane.

O advogado de defesa do irmão de Nicki, David Schwartz, disse, no entanto, para o advogado da mãe da menina contatou que, "se ela tivesse recebido os 25 milhões, essas acusações poderiam simplesmente acabar", concluindo que tudo isso "é apenas por dinheiro."

A mãe da menina nega qualquer pedido de dinheiro, mas um de seus advogados, admitiu que pediu o valor, sem ela saber.

Publicidade

Ele foi demitido. O advogado falou que fez isso para "resolver um processo civil potencial."

Nicki nunca compareceu ao julgamento, nem fez qualquer declaração sobre o tema. No entanto, muitos de seus fãs estão furiosos por algumas das coisas que ela vem fazendo. A rapper foi muito criticada por estar pagando os advogados de defesa de seu irmão e, agora, essa situação se agravou, por ela ter visitado o homem na cadeia, após ele ser considerado culpado de estupro.

Publicidade

Leia tudo