Anúncio
Anúncio

Nessa segunda-feira, 20 de novembro, foi comemorado o Dia da Consciência Negra, em que a luta de milhares de pessoas que morreram em condições humilhantes durante a escravidão é eternizada através de uma data simbólica. Embora pouco distante da realidade temporal, a escravidão marcou para sempre a população negra que, mesmo depois de mais de um século em que ela foi abolida, ainda reverbera na vida de milhões de brasileiros que vivem a desigualdade social.

Esses são um dos pensamentos sobre a data importante que busca o reconhecimento de políticas públicas voltadas para essa parte da população que vive à margem da sociedade.

Anúncio

O preconceito não é somente sofrido por pessoas anônimas, pois alguns famosos também já foram alvos de preconceito por causa do tom de sua pele, como revelou Erika Januza.

Atriz conta como foi viver o preconceito na vida real e que sua personagem também vive em ‘O Outro Lado’

A atriz está fazendo sucesso em ‘’O Outro Lado do Paraíso’’, da Rede Globo, vivendo Raquel na telenovela de Walcyr Carrasco. Assim como a personagem que Erika dá vida na trama, ela revelou que já sofreu preconceito e discriminação em algum momento de sua vida.

Erika revelou que em alguns de seus relacionamentos ela chegou a ser recusada pela família de seus pretendentes, o que a fez reafirmar que ser negra era sua condição e que nada poderia mudar isso. A realidade da atriz e da personagem se funde em histórias que realmente acontecem, inclusive com milhares de pessoas que já sofreram preconceito em algum tipo de situação por serem negras.

Família de pretendente de Erika não a aceitava por causa do tom de sua pele

Erika disse que os relacionamentos em que teve problemas ao não ser aceita por ser negra continuaram, mesmo após a recusa da família de seus namorados.

Anúncio

Embora ela estivesse ao lado de quem amava, não foi fácil para atriz viver toda essa rejeição simplesmente porque é negra. Isso acontece com muitos brasileiros, que já foram discriminados de alguma forma em casos que deixam qualquer um indignado.

Atriz ficou perdida em cena que sua personagem sofria preconceito e relembrou de sua vida

Para Erika, foi difícil gravar momentos em que sua personagem sofre discriminação e insultos racistas em ‘’O Outro Lado do Paraíso’’, após Nádia (Eliane Giardini) decidir demitir Raquel depois que a jovem começou a se envolver com um de seus filhos, Bruno (Caio Paduan).

Na cena, Nádia fala diversas frases racistas que tocaram profundamente Erika, que por um instante viu seu personagem ser tão real quanto o que já sofreu em sua vida.