A novela “O Rico e Lázaro”, da Record TV, é um dos maiores sucessos da emissora. A trama bíblica, que chega ao final na próxima semana, tem em seu elenco rostos consagrados da TV e também anônimos. É o caso do locutor e dublador César Willian, que faz a “Voz de Deus” no folhetim.

Se o rosto de César não é muito conhecido do público, o mesmo não pode ser dito a respeito de sua voz. Com ampla experiência na área de dublagens e locução, o profissional é o responsável pela “Voz de Deus” em sete produções bíblicas da Record TV, emissora que tem apostado nesse segmento.

Em entrevista exclusiva à Blasting News, o dublador falou sobre a experiência de interpretação nesse segmento e traçou um panorama a respeito da evolução das novelas bíblicas que participou.

“É inegável a evolução da Record TV”, explica. Na avaliação do dublador, a teledramaturgia da emissora mostrou-se “ousada” já nos tempos de “Os Dez Mandamentos”, não poupando investimentos. “Hoje, além disso tem um know-how gigantesco e atraído cada vez mais profissionais pelo seu sucesso e muitos deles trazem ainda maiores inovações”, acrescenta.

Experiência desafiadora

Para o César Willian, a experiência de interpretar “A Voz de Deus” em “O Rico e Lázaro” tem sido “maravilhosa e desafiadora”. Ao contrário do que aconteceu em “Os Dez Mandamentos” e em “A Terra Prometida”, nas quais a manifestação visual da presença de DEUS se deu através de uma sarça ardente ou de um grande facho de luz entre nuvens, agora, boa parte das falas que interpreta devem ser feitas em sincronia com as pausas de interpretação do ator que representa o “Anjo” sobre qual a Glória de DEUS se manifesta.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades

Sobre a oportunidade de fazer parte da novela que chega à reta final, César Willian define como maravilhosa e desafiadora. “Para mim, particularmente, é muito mais que arte, talento e técnica”, avalia.

O locutor e dublador também traça um paralelo entre a novela e a vida real e define a trama como uma manifestação espiritual, que ocorre em um momento especial para o país, que vive a oportunidade de fazer uma faxina e uma revisão de valores ao ver os ensinamentos bíblicos retratados pela teledramaturgia.

“Desde ‘Os Dez Mandamentos’ é possível fazer um paralelo com nossa história. Apesar de milhares de anos, são novelas muito atuais. Estão lá o vício, problemas de família e suas soluções, a corrupção no governo, conflitos religiosos, humor, paixão, e a ‘Voz de Deus’ que está entre nós. É só dar ouvidos”, avalia.

Gratidão por interpretar papel

As cenas com a “Voz de Deus” tiveram grande repercussão ao longo da trama.

O ator e dublador diz que o sucesso do papel serve para que ele se lembre que de “Deus deve ser toda a Glória”.

Ao comentar sobre a curiosidade do público acerca da “Voz de Deus”, Willian diz que muita gente quer conhecer a figura do intérprete. “Basta ver os comentários nas redes sociais, mas a RecordTV preferiu manter desconhecido”, explica.

O dublador agradece a Deus pela oportunidade de ter representado Deus em um trabalho tão grandioso.

Os agradecimentos de Willian também se estendem à direção da Record TV, por ter levado um conteúdo tão edificante aos lares brasileiros.

O locutor agradece ainda ao vice-presidente artístico da emissora, Marcelo Silva, que pediu a inclusão do nome de Willian nos testes para a “Voz de Deus” ainda na novela “Os Dez Mandamentos”, depois de ouvi-lo no Templo de Salomão, da Igreja Universal do Reino de Deus.

O profissional conclui afirmando que tudo contribuiu para que esse trabalho fosse feito com toda entrega e reconhecimento do personagem, a quem já tinha dado vida em outras produções de rádio e TV.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo