Algumas histórias sobre crimes brutais são narradas diariamente envolvendo pessoas inocentes que foram vítimas de criminosos que agiram cruelmente contra a sua vida. Em especial, existem os crimes que são qualificados como feminicídio e/ou passionais, em que milhares de mulheres perdem a vida nas mãos daqueles que diziam que as amavam.

Essa perda pode desestruturar uma família e assusta amuitas mulheres que temem pelo comportamento agressivo de seus companheiros, que, em muitos casos, não demonstram que são capazes de tirar a vida de alguém, motivados por sentimentos doentios relacionados à possessão diante da pessoa com quem o criminoso mantém um relacionamento amoroso.

Esse é o prólogo de muitas histórias que aconteceram recentemente, em que mulheres foram assassinadas por companheiros e ex-namorados que não aceitaram o fim da relação.

Famosos também já viveram tragédias em suas vidas e Maitê Proença contou tudo que aconteceu com ela

Engana-se quem pensa que isso só acontece com pessoas anônimas, pois a atriz Maitê Proença abriu o seu coração para falar sobre uma tragédia que assolou a sua família desde que ela era muito pequena. Um crime cometido pelo seu pai acabou tirando a vida de sua mãe, no momento em que a atriz tinha apenas doze anos de idade.

Pai da atriz matou a mãe dela com onze facadas a muitos anos atrás

Maitê Proença não costuma falar sobre tudo que aconteceu, mas resolveu comentar sobre a tragédia familiar que marcou a sua vida para sempre.

Augusto Carlos Eduardo da Rocha Monteiro Gallo era um procurador da justiça brasileira e pai da atriz. Em 1970, Augusto cometeu um crime que marcou para sempre a vida da família, ao assassinar a sua própria esposa.

Ciúme de professor de francês fez homem cometer crime passional

Margot Proença Gallo foi esfaqueada por onze vezes antes de morrer pelas mãos de seu marido.

O homem tinha ciúmes do professor de francês da esposa e acabou a matando por esse motivo torpe, que abalou para sempre a vida da família de Maitê Proença, que era uma criança quando tudo aconteceu. A atriz relembrou que ela vivia uma vida feliz com escola e uma casa tranquila, e que de repente tudo isso desmoronou.

Atriz teve nojo do pai, que se suicidou pouco tempo depois

Maitê Proença contou que teve nojo do pai durante muito tempo e que mais duas tragédias iriam marcar a sua vida. Sem dar maiores detalhes sobre outras coisas que aconteceram, a atriz contou que o pai cometeu suicídio depois de matar a sua mãe, e que seu irmão mais velho também se matou, completando a tragédia familiar que começou com a morte da mãe de Maitê Proença.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!