Ela já disse estar há mais de 10 anos sem sexo, ofereceu curso para quem quer deixar de ser “cachorra”, pediu no último Natal um varão lindo e rico para fazer “coisas maravilhosas” e agora se envolveu em nova polêmica com gordos.

Dona de um nome tão exótico quanto suas atitudes, Sarah Sheeva fala o que pensa.

Publicidade
Publicidade

E parece nunca se importar com qualquer repercussão. Desta vez, a hoje pastora e ex-celebridade (fez parte do grupo SNZ e chegou a ganhar prêmio da MTV Brasil) foi além. Condenou aqueles que estão bem acima do peso e disse que o futuro de obesos e obesas será terrível, bem terrível.

Caminho estreito x caminho largo?

Não, ela não se referiu à saúde dessas pessoas. Na verdade, a filha de Pepeu Gomes e Baby do Brasil comentou em uma entrevista que a obesidade é indício de um pecado capital, a glutonaria, e que a Bíblia alerta que tal prática leva à perdição.

Sarah Sheeva faz comentário sobre gordos
Sarah Sheeva faz comentário sobre gordos

Em outras palavras, quem tem muita caloria para queimar e não faz isso corre sério risco de queimar em outro lugar.

Pelo menos, é o que dá para perceber nas próprias palavras da idealizadora e líder do Culto das Princesas. Sem meias palavras, ela afirmou: “Tem gente que acha que é um exagero, mas comer com a alma é uma idolatria”.

Tem mais. Na explicação dela, algumas pessoas substituem os hábitos de antes da conversão por comilança. Por exemplo, largam o "tchaca tchaca na butchaca" e substituem por outro tipo de prazer da carne. Ou do macarrão, da lasanha, do chocolate, do refrigerante, do sorvete, da pizza e assim por diante.

Publicidade

Peso na consciência

A bem da verdade, Sarah Sheeva não foi a primeira ou única celebridade a se envolver em controvérsias com pessoas que sofrem com seu peso. Luciana Gimenez, conhecida apresentadora da Rede TV!, recentemente foi criticada ao publicar em seu Instagram Stories: “As gordinhas não ficam mal não, faz uma dieta. Não tenho culpa que você é gordinha. Faz uma dieta que emagrece [sic]”.

Ana Paula Valadão, pastora assim como Sarah Sheeva, já havia causado certo rebuliço anos atrás ao afirmar que ser gordo é algo que não combina com liderança, chegando ao ponto de recomendar o jejum para as “mulheres cheinhas”.

Mas, e você? O que acha disso? Qual é a sua opinião? Heresia? Gordofobia? Ou tudo não passa de chororô e mimimi de gente que come e aumenta até o peso na consciência? Cabe a você – com o perdão da palavra – colocar tudo na balança e ver se engole isso. Se deve fechar a boca ou os olhos para esse assunto.

Leia tudo