Pelo visto, a reputação da Rede Globo de Televisão está mesmo em ruínas. Depois de comparar brasileiros a traficantes intolerantes, simplesmente por reprovarem uma exposição em que uma criança apalpa um homem sem roupa, e de ter um de seus apresentadores fazendo declarações racistas durante a gravação de um telejornal, a emissora carioca volta mais uma vez às páginas policiais.

Dessa vez, o motivo é mais estarrecedor ainda: um estupro. Sim, é isso mesmo que você acabou de ler. Uma jovem de 21 anos foi abusada e estuprada durante a gravação de um dos seus programas. Um crime que merece e precisa ser denunciado, mas, inexplicavelmente, a famosa rede de televisão insiste em se calar.

Publicidade

Show de horror

Tudo aconteceu em outubro, mais precisamente no dia 11. O local? A Esplanada do Mineirão, na Pampulha, um dos principais pontos turísticos de Belo Horizonte. O programa? Show da Virada, transmitido pela Globo sempre em 31 de dezembro, último dia do ano. Os artistas? Wesley Safadão, Chitãozinho e Xororó, Simone & Simaria, Jorge & Mateus e Luan Santana.

O evento tinha tudo para ser um verdadeiro espetáculo de música, alegria e diversão. Mas, ao invés do Show da Virada, o que houve mesmo foi um Show de Horror – especialmente, para a vítima: uma jovem de apenas 21 anos.

Cem milhões de uns

Segundo informações do boletim de ocorrência da Polícia Militar, inicialmente a mulher foi furtada pelo criminoso. Depois, instantes antes de começar a apresentação da dupla Jorge e Mateus, a mesma foi surpreendida na entrada de um banheiro químico, em frente ao Espaço Sense LGBT. Naquele momento, o homem rapidamente a empurrou para dentro, trancou a porta e a estuprou.

Foram minutos de pânico, violência e terror. Minutos que se tornaram uma eternidade. Nada, nenhuma canção, nenhum artista, ninguém das milhares de pessoas presentes viram aquilo ou puderam evitar provavelmente o dia mais trágico da vida daquela jovem.

Publicidade

Prisão e silêncio da Globo

A mulher só conseguiu sair dali depois do ato consumado e começou a pedir ajuda para as pessoas. Ela foi, então, encaminhada para a Delegacia e ao Instituto Médico Legal, para perícia. E o criminoso, Vanderley Lemos Quaresma, foi preso em flagrante pela Guarda Municipal. O mesmo já tinha extensa lista criminal, tendo já praticado furtos e homicídios.

Procurada para esclarecer detalhes, a Rede Globo, organizadora do evento, não se pronunciou. Preferiu o silêncio.