O ano de 2017 foi um em que o Brasil perdeu grandes personalidades, veja abaixo alguns dos que deixarão grande saudade.

Marcelo Rezende: Marcelo morreu no dia 16 de setembro, o jornalista e apresentador do programa Cidade Alerta na rede Record foi diagnosticado com câncer de pâncreas quatro meses antes da sua morte.

Publicidade
Publicidade

Marcelo ficou conhecido pelo jornalismo policial na TV, e trabalhou na rede Globo, Band e RedeTV. Marcelo deixou cinco filhos.

Rogéria: Astolfo Barroso Pinto mais conhecido como Rogéria foi a atriz transformista mais conhecida do Brasil, Referência para o meio LGBT de várias gerações, Rogéria foi dançarina de boate, maquiadora e atriz, chegando a ganhar o premio “Mambembe” pela sua atuação na peça teatral o desempestado no ano de 1979. Além de participar do grupo de jurados do programa do Chacrinha, Rogéria atuou em novelas como Tieta e Malhação Sendo uma das pioneiras no movimento LGBT no Brasil Rogéria morreu dia 4 de setembro de choque Séptico, após ser diagnosticada com infecção urinária.

Retrospectiva 2017: Os famosos que morreram e deixaram saudades
Retrospectiva 2017: Os famosos que morreram e deixaram saudades

Paulo Silvino: Grande ator e humorista, Paulo Silvino marcou várias gerações com suas brilhantes atuações no programa Zorra Total desde de 1999, no qual protagonizou personagens marcantes como o porteiro Severino. Paulo era filho de comediante e pianista, iniciou sua carreira na rádio e ao longo de vários e vários anos teve destaque em programas humorísticos como: “Faça Humor, Não Faça Guerra”, Planeta dos Homens” e “Viva o Gordo”. Paulo Silvino morreu de câncer no estomago no dia 17 de agosto.

Publicidade

Almir Guinetto: Cantor e um dos fundadores do grupo “Fundo de Quintal” Almir nasceu e cresceu no morro do salgueiro, era mestre de bateria da escola samba “Unidos do Salgueiro” e ficou conhecido como inovador do samba ao introduzir o instrumento banjo adaptado com braço de cavaquinho no gênero. Almir também era compositor e teve grandes musicas de sucesso na voz de artistas renomados como Beth Carvalho, Zeca Pagodinho entre outros, Almir Guinetto morreu em decorrências de problemas renais crônicos e diabetes no dia 05 de maio.

Belchior: Um dos maiores nomes da música brasileira, Belchior nasceu e cresceu no Ceará, compositor e cantor escreveu sucessos como “Velha Roupa Colorida” e “Como Nossos Pais” que ficou eternizados na voz de Elis Regina, lançou sucessos próprios como “Apenas um Rapaz Latino Americano". Belchior abandonou sua vida pública e viveu recluso até a sua morte, comentários sobre seu paradeiro e dificuldades financeiras marcaram os últimos anos do cantor que sempre recusou entrevistas.

Publicidade

Morrendo de rompimento da aorta Belchior nos deixou no dia 30 de abril.

Leia tudo