O mundo tem enfrentado uma onda enorme de suicídios, o que tem deixado todos em alerta. Os principais casos de suicídios são registrados entre os jovens, que decidem tirar suas vidas. Na maioria das vezes, eles usam redes sociais ou deixam cartas para se despedirem.

Diversos casos têm sido noticiados nos canais de notícias e na mídia. Apesar das tentativas de combate ao suicídio, infelizmente muitos casos ainda são preponderantes no Brasil e no mundo.

Publicidade
Publicidade

Desta vez, um caso tem despertado a atenção do mundo da música, e deixou os fãs estarrecidos: o suposto suicídio do cantor sul-coreano Kim Jong-hyun, de 27 anos, que antes de morrer deixou uma carta de despedida.

O artista morreu nessa segunda-feira (18) e deixou uma carta de despedida que foi divulgada nesta terça (19). Na carta é descrito o estado depressivo que o cantor estava vivendo. Quem divulgou a mensagem foi uma amiga próxima do cantor, a cantora Jang Hee-yeon, do grupo Dear Cloud, em sua conta do Instagram.

Cantor famoso comete suicídio e deixa carta de despedida
Cantor famoso comete suicídio e deixa carta de despedida

Cantora divulga carta de despedida deixada pelo cantor Kim Jong-hyun

A carta de despedida inicia afirmando que o cantor Kim Jong-Hyun estava sentindo-se “quebrado por dentro”, e que a depressão o estava destruindo de forma lenta, de tal forma que não estava conseguindo superá-la. O cantor afirmou ainda na carta que o que estava sentindo doía bastante e que “ninguém estaria mais debilitado e atormentado que ele.”

Na carta, o vocalista ainda escreveu que lamentava tanta exposição pública que vivia, e que ser famoso talvez não fosse o destino reservado a ele.

Publicidade

Antes de divulgar a carta de despedida feita pelo cantor, Jang Hee-yeon consultou a família do amigo e pediu autorização para que realmente fosse divulgada para os fãs.

Kim Jong-hyun foi encontrado sem vida, devido à inalação de gases, por agentes em um apartamento alugado no Seul. A família optou por não fazer autópsia devido aos indícios de suicídio.

Kim era um cantor bastante conhecido. Ele era vocalista da boy band Shinee, que teve o lançamento no ano de 2008.

A partir de então, Kim levava a vida de cantor famoso, bem-sucedido e foi chamado para fazer participações no mundo do cinema e da TV.

Neste mês, o cantor realizou seus últimos shows, nos dias 9 e 10, em Seul. Havia uma participação em um programa de televisão da TV sul-coreano que estava programada para ser realizada por Kim na véspera de Natal. Segundo sua agenda, em fevereiro de 2018, Kim iria fazer apresentações no Japão.

Leia tudo e assista ao vídeo