Um dos maiores nomes da televisão brasileira é Renato Aragão. [VIDEO]Ele ficou conhecido por fazer o personagem Didi em 'Os Trapalhões'. Renato é uma figura muito querida do público. Tudo o que ele fez ao longo da carreira tornou-se um grande sucesso. Ele encabeçou campanhas importantes, como a do 'Criança Esperança'. O programa é exibido até hoje pela Rede Globo de Televisão. Didi é uma figura muito querida da mídia, mas passou por uma grande dificuldade ao longo de sua vida. [VIDEO] Ele lembou recentemente como foi o seu primeiro presente de Natal, uma bola de futebol. Renato conta que ao receber o presente ficou muito feliz e já no dia seguinte saiu para jogar.

Renato Aragão surpreende ao falar de grave acidente de avião

Renato nasceu no Ceará e passou a maior parte da vida na cidade de Sobral. Para ele, mesmo com a infância pobre, o que sobram são as mensagens que essa época já trazia no passado. Aragão, que recentemente esteve em um remake do programa 'Os Trapalhões', falou sobre a importância de lembrar que é no Natal que se comemora o nascimento de Jesus Cristo. Ele lembrou também que isso faz com que sua família se mantenha até hoje nas tradições natalinas. Em seguida, o artista que praticamente está na geladeira da Globo lembrou do dia em que ele quase faleceu.

Eterno Didi lembra episódio aéreo que quase o matou: 'Cenário de Horror'

O ator contou sobre um susto que passou por conta de uma viagem de avião em que quase morreu.

No ano de 1958, quando ele estava cursando a faculdade de direito, ele sofreu um acidente aéreo importante. Na época, o artista ia em um voo entre as cidades de Recife e Fortaleza. O artista revela que nunca contou isso ao público, mas que fez questão de lembrar do momento em sua biografia. O comediante disse que tem fotos que provam o acidente e que o que viveu foi um verdadeiro cenário de horror. A celebridade é um dos nomes mais polêmicos e de sucesso do entretenimento. Além da televisão, o comunicador fez muito sucesso no cinema.

Renato Aragão quase morreu ainda pequeno

E essa não foi a primeira vez em que Renato viu a morte de perto. Apesar de não lembrar — ele apenas ouviu relatos dos irmãos mais velhos —, o trapalhão se emociona ao contar que quase partiu nos primeiros anos de vida. No depoimento, ele explicou que foi o segundo Renato de sua vida e que o primeiro morreu ainda muito pequeno. Já ele contraiu difteria quando ainda tinha três anos de idade. Apesar de não lembrar de como foi esse período, Aragão se emociona e diz que Deus o ajudou muito em sua vida.