Pela primeira vez depois dos escândalos e polêmicas criados por Day McCarthy, a socialite decidiu falar para um jornalista brasileiro a sua versão sobre os ataques racistas que fez contra Titi, filha adotiva dos artistas bruno gagliasso e giovanna ewbank.

Ela conversou com o jornalista Roberto Cabrini, do SBT, e disse que não está preparada para pedir desculpas aos pais adotivos da garota, pois, de acordo com a socialite, seria falsa com ela mesma, caso fizesse isso nesse momento.

Publicidade
Publicidade

‘Não quero ser falsa’, diz Day

“Eu não quero ser falsa, não preparada pra pedir desculpas a eles.”, disse Day. Ela conta que prefere sentar, olhar para si mesma e ter uma conversa com a própria consciência. A socialite afirmou que, antes de fazer isso, não teria nenhum interesse em procurar a família de Gagliasso para falar sobre o assunto e pedir desculpas por tudo o que ela disse contra Titi.

Day chamou a menina de 4 anos, que é negra, de “macaca horrível”.

Socialite concedeu entrevista a Roberto Cabrini
Socialite concedeu entrevista a Roberto Cabrini

Vale lembrar que Bruno já procurou a polícia para prestar queixa contra a socialite. Ele até disse que vai abrir boletim de ocorrência até mesmo no país onde Day atualmente vive, os Estados Unidos. Ele vai processá-la por injúria racial.

“Pedir desculpas a ele não vai mudar em nada o que eu fiz”, disse Day. Ela acredita que os vídeos que fez fazendo duras críticas a Titi já estão circulando em várias plataformas no Brasil, mesmo que as imagens tenham sido bloqueadas de sua conta de Instagram.

Publicidade

Apesar de não querer pedir desculpas a família de Bruno nesse momento, Day confessa que entende o teor e a gravidade do que disse publicamente e afirma que tem plena consciência de que está errada.

McCarthy admite que está errada

“Sim, eu sei que estou errada!”, disse a socialite. Ela afirmou para Cabrini, através de um aplicativo de comunicação via internet, que entende quando as pessoas a chamam de racista. Day revela que tem plena consciência que é uma pessoa racista.

No entanto, de acordo com a socialite, isso é uma coisa que nem ela mesma consegue evitar. Se dissesse agora para todo o Brasil ver, em entrevista a Cabrini, que falou algo sem querer ou não sabia que poderia ter essa repercussão negativa, ela estaria agindo com falsidade. A socialite admite que é racista e sabe que isso é uma coisa que não consegue evitar.

Apesar da polêmica, Day conta que atualmente não pensa em conversar com a família de Bruno.

Publicidade

Porém, ela diz que quer pedir desculpas a Titi, mas não agora. Segundo McCarthy, quando a garotinha crescer e tiver por volta de 9 a 10 anos, ela espera que essas informações que hoje estão rolando na mídia não estejam presentes em sua vida.

A entrevista da socialite a Roberto Cabrini vai ao ar durante a "Retrospectiva 2017", no próximo domingo (17), no SBT.

Leia tudo e assista ao vídeo