O famoso cantor Gospel Kleber Lucas participou do programa Encontro com Fátima Bernardes, exibido na manhã desta quarta-feira, dia 5, e acabou surpreendendo toda a comunidade evangélica com uma declaração nada convencional.

A primeira surpresa se deve ao fato de que a participação do cantor não foi divulgada pela imprensa, nem mesmo pela sua gravadora, MK, que tem o costume de realizar a divulgação dos artistas que fazem parte da sua cartela de clientes quando participam de algum programa televisivo.

Publicidade

Kleber Lucas fez sua participação no programa quando a pauta tratou sobre o tema religião. Juntamente com ele, outros convidados estavam participando da discussão, dentre eles um representante da religião afro-brasileira, Kenia Maria, que é uma ativista, a cantora Ana Vilela, que é agnóstica, o artista plástico Vik Muniz e o ator da Rede Globo, Érico Brás. O cantor estava presente para falar sobre o cristianismo.

O cantor, que também atua como pastor evangélico, vestia uma camiseta preta, nas quais constavam os símbolos que defenderiam a unificação das religiões.

Ele se demonstrou mais disposto a escutar o que seus colegas de palco discutiam do que em dar a sua opinião. Kleber Lucas teve uma postura bastante humanizada.

Kleber Lucas, ao falar, pediu primeiramente respeito com sua função de pastor evangélico. Estando presente em um programa da Rede Globo de Televisão, em que trazia representantes de várias religiões, esperava estar fazendo a sua parte como cristão.

A discussão abordada do programa Encontro foi levada para a questão do ecumenismo. Foi aí que o cantor acabou fazendo a polêmica, apesar de acreditar que sua fala seria por estar representando o cristianismo.

Publicidade

Em resumo, segundo o próprio cantor declarou no programa, ele aborda no seu ministério que o homem deve ser o centro objetivo do evangelho, e que quando se trata de intolerância perante as outras religiões, o homem acaba colocando Deus preso em uma gaiola ou caixinha. Kleber citou um trecho do escritor Rubem Alves, que afirma que o estudo da teologia não é uma rede usada para pescar Deus, pois 'Ele' nunca poderá ser pescado.

A declaração de Kleber Lucas acabou não sendo muito bem aceita pelos evangélicos considerados mais fervorosos.

Outro assunto da pauta do programa também foi uma discussão sobre a intolerância e racismo em relação as religiões afro-brasileiras. Isso porque muitos evangélicos considerados extremistas acabaram por depredar alguns terreiros de umbanda e o assunto foi de grande destaque esse ano no País.

Confira na integra o vídeo da participação do cantor Kleber Lucas no programa Encontro:

Leia Também:

Nicole Bahls ultrapassa barreiras e viverá personagem bíblico: 'Emocionante!'