Em 2017, certamente, o preconceito foi um dos temas mais debatidos. Muitos artistas acabaram se vendo diante de situações complicadas. Uma dessas artistas acabou sendo a cantora Ludmilla, que é um verdadeiro fenômeno por onde passa. Ludmilla é sempre muito bem prestigiada pelo público e suas atitudes costumam chamar a atenção de milhares de pessoas. Ela, no entanto, acabou sendo alvo de uma atitude racista há alguns meses e decidiu falar sobre o assunto em uma entrevista especial dada à Revista Cosmopolitan.

Publicidade

Ludmilla é alvo de racismo e processa nome importante do SBT, de Silvio Santos

Para quem não lembra, no começo do ano, o apresentador Marcão do Povo, que na época trabalhava na Record TV, ofendeu a artista durante um telejornal ao vivo. No mesmo dia, a atriz disse que tomaria providências. Em dado momento durante o telejornal ao vivo, Marcão do Povo chamou Ludmilla de "macaca" e disse que essa era uma expressão comum da região. O repórter foi demitido do canal, porém pouco tempo depois assumiu o posto do 'Primeiro Impacto', no SBT. O telejornal é dividido entre Marcão do Povo e Dudu Camargo.

Ludmilla processa Marcão do Povo após ser chamada de 'macaca' e reclama da Justiça lenta

A artista ainda reclamou da demora que o processo está tendo na Justiça. "O foda é que eu tenho uma vida muito agitada, shows, eventos, turnê e tenho que ficar indo no tribunal. Mas dou um jeito e vou. Racistas não passarão", afirmou a artista, ao relembrar tudo o que ocorreu.

Polêmica envolvendo Ludmilla e Marcão do Povo ganha a web e gera debates

Nas redes sociais, o público se dividiu em torno do assunto.

Publicidade
Os melhores vídeos do dia

Alguns pediram uma espécie de clemência ao apresentador Marcão do Povo. "Entendo, e no seu lugar teria a mesma atitude, mas... Gente, creio que todo tipo de preconceito só tem essa grandeza devido a essas mídias que ganham dinheiro disseminando o ódio, precisamos ser racionais e não escravos desse mundo difundido por mídia... Ludmila, sua cor não importa... Que haja uma pena para esse cidadão", disse um dos internautas.

Outro internauta disse que era perigoso dar espaço a pessoas nitidamente racistas e que isso poderia gerar sérios problemas, lembrando o que aconteceu na Europa no século passado.

"Racismo, preconceito, muito perigoso a mídia dar espaço pra comentários desse tipo, Hitler começou assim, disseminando nas escolas o ódio aos que eram diferentes dele", escreveu ele.