A segunda edição do Masterchef Profissionais chegou ao fim na semana passada (05); Pablo Oazen foi o vencedor desta temporada e embolsou o prêmio de R$ 200 mil, além de uma viagem para Dubai com acompanhante e alguns outros benefícios oferecidos pelos patrocinadores do programa.

Como é comum em todos os formatos do Masterchef - exceto o infantil, no qual os participantes em geral ainda não tiveram tempo de adquirir espírito competitivo para tal - diversas intrigas tomaram forma dentro da cozinha do talent show mais comentado do país.

Publicidade

Entre elas, a indisposição que alguns participantes sentiam a respeito de alguns comportamentos do competidor Francisco Pinheiro, que disputou a final com Pablo, ou ainda desavenças criadas em determinadas provas onde ficava explícito o jogo deste ou daquele participante.

No formato que acolhe cozinheiros amadores, as intrigas costumam ser ainda maiores; o programa ''Masterchef: A Reunião'' desta terça-feira (12) se propôs a rever alguns dos momentos mais polêmicos da quarta temporada do Masterchef Brasil e da segunda temporada do Masterchef Profissionais.

Ana Paula Padrão conversou com alguns participantes do talent show. Os finalistas da edição ''Profissionais'', Pablo e Francisco, e também a semifinalista Irina falaram um pouco a respeito do que é estar no Masterchef. Ana Paula sugeriu a Francisco que, algumas vezes, autoconfiança pode soar como arrogância, numa clara referência aos comentários que os internautas fizeram sobre o competidor.

A participante Angélica também participou de um bate-papo descontraído com Ana Paula.

Publicidade
Os melhores vídeos do dia

Depois, a coisa ganhou ares mais polêmicos. Ao chamar a vencedora do formato amador, Michele Crispim, juntamente com o competidor Vitor Bourguignon. Ana Paula comentou a respeito de dois dos participantes mais polêmicos da temporada: Caroline e Leonardo.

Caroline foi eliminada e voltou para a prova de repescagem; claramente contrariada por estar ali, a participante chegou a desafiar o chef Henrique Fogaça durante a avaliação de seu prato. Fogaça sugeriu que ela provasse o prato novamente para observar alguns erros no mesmo.

Caroline recusou-se a provar o prato, dizendo já ter provado e afirmando que este estava delicioso.

Quando os jurados perceberam o claro desdém da participante com a prova no geral - a moça não parava de cochichar com os colegas, aparentemente acreditando que havia algum tipo de ''armação'' no julgamento do programa - Caroline foi convidada a se retirar da cozinha do Masterchef, mas, mesmo assim, manteve-se até o final da prova. Para os jurados e para a maioria dos colegas de programa, Caroline ''blindou-se'' com arrogância para não admitir que poderia estar errada.

Publicidade

Segundo Vitor Bourguignon, Caroline estava com esta atitude já no camarim, antes de entrar para fazer a prova. Michele disse acreditar que para alguns talvez seja mais fácil revoltar-se e questionar a honestidade do julgamentos dos chefs do que admitir os próprios erros. Após o programa, Caroline escreveu um ''textão'' nas redes sociais, contando que estava, finalmente, realizando seu sonho.

O participante Leonardo Santos também entrou na gama de competidores polêmicos do programa. O rapaz chegou a ser o participante mais odiado da quarta temporada, juntamente com Mirian Cobre, que também participou do programa ''A Reunião''. Considerado arrogante, Leonardo atribui os ataques que recebeu ao racismo implícito no fato de um competidor negro demonstrar tanta autoconfiança.

O rapaz chegou, de fato, a receber ofensas racistas em suas redes sociais, nas quais um internauta afirmava que jamais comeria um prato preparado por ele, ou por qualquer outro participante negro que já passou pelo programa.

A briga entre Aderlize e Michele também foi citada. As competidoras tiveram uma discussão pelo Twitter, na qual Aderlize ironizou o fato de Michele não saber passar café. Aderlize não gostou muito da maneira como foi retratada na retrospectiva:

Outros momentos marcantes de ''A Reunião'' surgiram a partir de mensagens dos internautas, que foram respondidas pelos jurados Henrique Fogaça, Erick Jacquin e Paola Carosella. Um deles, sugeria um caso de amor entre Paola e Fogaça.

Os jurados também falaram sobre as polêmicas com Caroline e Leonardo. Caroline teria achado a fala de Paola em sua eliminação pejorativa.

Paola, que na ocasião disse a Caroline, que já é PhD em Física e pesquisadora de energia nuclear no ITA, que ela não precisava de mais um título, uma vez que já tinha muitos, declarou que sua intenção era fazer um elogio. A jurada ainda disse que Caroline cozinhava muito bem, mas que não servia para uma cozinha tão ''sob pressão'' como era a do Masterchef.

O programa completo pode ser visto no site do Masterchef Brasil.