Anúncio
Anúncio

O cantor Mc Livinho é um dos nomes mais bombados do momento. As músicas dele acabam cativando grande parte do público e isso sempre é uma maneira de atrair milhares de pessoas para os seus shows. No entanto, durante a gravação do novo clipe do artista, uma polêmica das grandes aconteceu e foi parar na polícia. O clipe do artista fez com que uma das modelos se sentisse multo mal. Ela garante que teria sido vítima de racismo e foi até uma delegacia da cidade de São Paulo, onde narrou as acusações ao artista do mundo do funk.

Modelo negra acusa Mc Livinho de preconceito racial e faz queixa na polícia de SP

A informação bombástica foi dada em primeira mão pelo jornalista Leo Dias, do 'Fofocalizando', do SBT, e do jornal 'O Dia', sendo compartilhada neste sábado (2) pelo site TV Foco. A modelo, que tem cabelos crespos, foi identificada como Rayele Costa. Ela garante que a característica de sua cabeleira foi o que gerou os ataques racistas enquanto as gravações do clipe aconteciam. Rayele diz que MC Livinho e alguns amigos fizeram diversos tipos de comentários racistas, deixando a modelo muito triste diante de tudo o que aconteceu. Ela, entretanto, foi bastante forte e decidiu registrar uma queixa sobre o assunto na delegacia, deixando o profissional da música em maus lençóis.

Anúncio

Empresário de Mc Livinho nega que ele seja racista e lembra que cantor é negro e que pediu modelos de sua cor para clipe

Na acusação que fez à polícia, Rayele disse que Livinho ficava o tempo todo passando a mão em seus cabelos e fingindo que estava sendo espetado. A modelo falou que isso fazia com que ele e outras pessoas do elenco do clipe ficassem rindo de tudo o que acontecia. No clipe, existiam nove modelos negras e outras dez brancas, mas mesmo assim a modelo garante que o artista teve atitudes racistas, o que, posteriormente, foi negado pelo empresário dele, que lembrou que o próprio artista tem a pele negra. O empresário disse ainda que o próprio funkeiro é quem pediu para que modelos negras fossem chamadas para participarem do show.

Anúncio
Os melhores vídeos do dia

MC Livinho não pôde entrar no próprio show

O jornalista Leo Dias, do jornal 'O Dia' e do 'Fofocalizando', garante que procurou a modelo para falar mais a respeito das acusações, mas que ela teria preferido o silêncio diante do episódio. Rodrigo Oliveira, empresário do cantor, alega que tem certeza que o seu contratado jamais seria racista.

O funkeiro Mc Livinho está em alta. Fazendo mais de vinte shows por mês e faturando cerca de R$ 150 mil por apresentação, o rapaz foi barrado no seu próprio show recentemente.