“Achei que seria paradoxal a Flávia ganhar algo chamado reality”, disse Marcos Harter em entrevista após perder a disputa de A Fazenda – Nova Chance, da Record, na madrugada desta sexta-feira (8). Ele subestimou o potencial da moça e acabou se surpreendendo com uma diferença de votos impressionantes: 37 milhões de brasileiros disseram não ao cirurgião plástico, e sim à Flávia, que até contou com o apoio da torcida organizada de Emilly Araújo, que ganhou a edição de 2017 do Big Brother Brasil, da Globo.

Publicidade

Esse programa tem a direção de Boninho, o mesmo que Marcos detonou sem piedade após o fim da disputa do programa do canal de Edir Macedo. A diferença de votos de Flávia para Marcos foi de 11 milhões, o que já pode ser considerado uma bela de uma ‘’goleada’’. A peoa foi a grande campeã da noite e recebeu os devidos abraços na comemoração de sua família, amigos e simpatizantes.

A Record homenageou a vencedora, que ganhou R$ 1,5 milhão e a simpatia de milhões de brasileiros. Ela, que, assim como Emilly Araújo, teria sofrido palavras ofensivas de Marcos, teve o final feliz, da mesma forma que a gêmea teve no BBB17.

Com isso o público chega a uma conclusão fatídica: Marcos Harter perdeu para as mulheres, e elas estão no poder.

Marcos mendigou amor da gêmea, um dia antes da derrota

Soma-se a isso o fato de que o próprio cirurgião plástico, no dia anterior da grande final, quando estava sozinho, expôs declarações públicas de arrependimento com relação ao que fez com Emilly Araújo na casa do BBB 17, que foi ao no primeiro semestre deste ano. Desolado, solitário e completamente emocionado, Marcos pediu o perdão da gêmea e disse que vai cumprir com a sua promessa quando saísse de “A Fazenda” e iria procurar a gaúcha.

Publicidade

Ele até falou que essa final que passou poderia ter acontecido com os dois no BBB. Na madrugada desta sexta, Marcos deu entrevista aos repórteres e disse que se sente surpreso com o resultado da final do reality, mas o cirurgião plástico parabenizou a vencedora.

No entanto, ele também detonou com todas as forças o diretor Boninho, da Globo. O médico disse que Boninho fazia pressão contra ele e era injusto, pois, de acordo com Marcos, sofreu pressão psicológica da direção do BBB 17 e não houve nenhum movimento nas redes sociais a favor de uma denúncia contra o diretor do programa.

No final da entrevista, Marcos disse que, apesar da derrota, sai de cabeça erguida e afirmou que mostrou para o Brasil o homem trabalhador e sincero que é. O médico afirmou que de agora por diante quer tentar a carreira política.