Empolgada com o sucesso de suas tramas bíblicas como “Os Dez Mandamentos”, “A Terra Prometida” e “O Rico e Lázaro”, a Rede Record decidiu apostar num folhetim mais atual e para isso trouxe às telas a contemporânea apocalipse, novela que se baseia no último livro da Bíblia, focando nos últimos acontecimentos antes da volta de Cristo.

A expectativa inicial era de que Apocalipse [VIDEO] superasse as outras Novelas da emissora e desbancasse os sucessos noturnos da Globo, mas nada ocorreu como esperado. Desde sua estreia, a trama religiosa vem decaindo a cada capítulo e preocupando os produtores.

Com um elenco composto por Juliana Knust, Igor Rickli e Sergio Maroni, que dá vida ao Anticristo Ricardo Montana, Apocalipse tinha tudo para prender o público na televisão.

O primeiro capítulo da novela inclusive alavancou no ibope sendo marcado por efeitos visuais semelhantes a filmes de sucesso como O Impossível e uma pincelada de ação ao estilo americano. É certo que se a trama seguisse com essa fórmula “hollywoodiana”, os resultados de audiência poderiam ser bem diferentes.

No entanto, o folhetim perdeu o ritmo dos acontecimentos em sua segunda fase, o que fez com que a novela ficasse sem seu público inicial. O principal fator para o fracasso televisivo seria devido às revisões que o enredo da autora vem sofrendo. A IURD estaria interferindo nos textos de Vivian de Oliveira e retirando muitos planejamentos da novela. A concorrência da TV Globo por sua vez, conseguiu dar uma guinada em “O Outro Lado Do Paraíso” com seus personagens tipicamente vingativos e reviravoltas imprevisíveis.

É notável que a trama global está crescendo no horário das nove e fazendo a Record repensar no futuro de Apocalipse.

Recentemente Apocalipse apareceu marcando menos de 6 pontos de ibope. A trama não chega nem a superar a audiência de novelas reprisadas. Tal queda é um dos motivos para os produtores terem decidido antecipar o final em dois meses, foi o que escreveu o jornalista Fernando Oliveira em Zapping. O anúncio oficial deste encurtamento deve acontecer em Janeiro, e Apocalipse será substituída por Gênesis, novela que retratará o ínicio do tudo até os dias de Noé.

A emissora já está pronta para resgatar seus dias de glória com histórias voltadas para o período antes de Cristo. Segundo a coluna do jornal Agora São Paulo, a Rede Record [VIDEO] tem em vista cenas espetaculares para o Dilúvio, e os efeitos da grande tormenta serão como os que vimos em Os Dez Mandamentos. Paula Richard será responsável por escrever a nova saga.